Quinta-feira, 27 de Março de 2014
27.03.2014 - Por Fora de Série, às 11:34
 

A imobiliária de luxo Sotheby's International Realty vai alargar a sua zona de acção ao Porto e a Lagos, com a abertura de dois escritórios até ao final do ano. Gustavo Soares, director geral da empresa em Portugal, adiantou ontem, num encontro com jornalistas, no Porto, que "a expansão para esta cidade é prioritária". Este plano de aberturas faz parte do plano estratégico da empresa que pretende "no prazo de quatro a cinco anos atingir 12 escritórios em Portugal”. “O nosso objectivo é crescer de forma sustentada", reforçou o director- geral. Presente em Portugal desde 2007, a Sotheby's tem actualmente quatro escritórios em Lisboa, Estoril, Paço de Arcos e Vilamoura.
Gustavo Soares adianta: "Prevemos investir cerca de 200 mil euros por escritório, excluindo o imóvel que regra geral é arrendado e que deve ter perto de 200 metros quadrados". Com estas aberturas, a Sotheby's deverá contratar mais 60 pessoas, cerca de 30 para cada escritório.

 

 

A empresa fechou o exercício de 2013 com 51 imóveis vendidos totalizando um volume de vendas a clientes estrangeiros no montante de 38,5 milhões de euros, por um valor médio de 755.841 euros. Os compradores foram maioritariamente ingleses, franceses, do Médio Oriente e brasileiros que optaram pela linha do Estoril, Sintra, Lisboa e Algarve. O director-geral da imobiliária de luxo destaca ainda que os "clientes do médio oriente vieram sobretudo atrás dos vistos dourados". E adianta que, apesar desses clientes terem representado cerca de 15% na facturação da empresa, "este não é o nosso cliente alvo".
A maior concorrência às casas portuguesas vem de países como a Croácia, Espanha, Itália, sul de França e Grécia. Mas Gustavo Soares destaca que a atractividade de Portugal resulta de aspectos como "a segurança e as infra-estruturas e ainda aspectos como o clima e a hospitalidade". Elisabete Felismino