Quarta-feira, 19 de Junho de 2013
19.06.2013 - Por Fora de Série, às 16:02
 

Há tradições que se mantêm. Os bailes da alta burguesia já não se realizam, os vestidos de corpete justo e saia com armação acompanhados por maquilhagens teatrais já não desfilam pelos salões, mas o ‘buffet’ de Verão do Tivoli Palácio de Seteais continua a ser uma tradição.

Exemplar da arquitectura neoclássica (século XVIII), o Palácio de Seteais foi, à época, a residência do cônsul holandês em Portugal, Daniel Gildmeester, também ele responsável pela edificação. Já no século XIX, várias famílias portuguesas ilustres assentaram residência no Palácio, nomeadamente o quinto Marquês de Marialva, que mandou erigir o arco que une as duas alas – e que enquadra minuciosamente o Castelo dos Mouros e o Palácio da Pena –, para comemorar a passagem do Rei D. João VI e da Rainha Carlota Joaquina por aquele lugar de aura mágica.

De volta a Junho de 2013, uma sopa fria ou quente; quatro saladas simples e outras tantas mais generosas; tábua de peixes fumados; três entradas; croquetes de alheira, rissóis de camarão, chamuças, preguinhos, entre outros pastéis; um prato quente com acompanhamentos; frutas; sobremesas e café, compõem o ‘brunch’ que está disponível aos domingos, entre as 12h00 e as 16h30. Até Setembro, por um preço de 27,50 euros (bebidas não incluídas). Quanto às vistas para o Castelo dos Mouros e Palácio da Pena e, à liberdade da imaginação, não têm preço. CSB