Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015
22.12.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

5.jpg

A Loja das Conservas acaba de lançar a primeira máquina de venda automática de conservas de peixe.

Produtos bandeira como atum e sardinha (simples e com molhos, com ou sem acompanhamento) ou bacalhau, cavala, lulas recheadas, mexilhão e enguia farão parte dos enlatados disponíveis. Mas as máquinas terão também disponíveis tostas (resultado de um parceria com o famoso Pão do Rogil) e até mesmo talheres e guardanapos.  

O projecto pioneiro - que segue uma filosofia de alimentação saudável a preços acessíveis (entre um e três euros), nomeadamente nos almoços no local de trabalho e na promoção da indústria nacional secular – será instalado em empresas com mais de 300 funcionários.

Aberta desde 2013 na Rua do Arsenal, em Lisboa, a Loja das Conservas saltou fronteiras em 2014 com ‘corners’ em Paris, Varsóvia e Viena de Áustria. Já este ano, abriu uma nova loja em Lisboa, na Praça das Flores, e também quiosques de Norte a Sul do país. Remata 2015 com a estreia mundial da venda de conservas em máquina automática.

A Poveira, Belamar, Bom Petisco, Briosa, Cofisa, Comur, Conserveira do Sul, ESIP, Expoconser, Gondola, Luças, Marina, Pinhais, Portugal Norte, Ramirez, Santa Catarina e Vianapesca são as empresas presentes na Loja, em representação de uma indústria com mais de 160 anos de história, 21 fábricas activas, que emprega mais de 3.500 pessoas e cuja produção é exportada entre 60 a 95%.  




Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015
04.12.2015 - Por Fora de Série, às 13:00

Meet-the-Maker.jpg

 

“A costumização como um novo luxo em Portugal” é o tema do primeiro “Meet the Maker”. Uma iniciativa que vai reunir marcas do Porto, numa partilha de experiências com o público.  

Topázio, My Swear e Atelier des Créateurs são as primeiras empresas participantes, já no próximo sábado, dia 5 de Dezembro. Promovida pela Porto Fashion Makers, a iniciativa reunirá, em cada edição, três marcas portuguesas de diferentes áreas e dimensões económicas, numa partilha de experiências e opiniões onde o público participante é convidado a intervir.

Este primeiro “Meet the Maker” decorrerá na fábrica da Topázio, em Gondomar, e vai dar a conhecer o espaço de produção da centenária marca da arte de trabalhar a prata. O almoço está incluído – o evento decorre entre as 10h e as 15h – e será preparado pela ‘chef’ Filipa Cardoso, do projecto Diospiro, que participará também no debate de ideias.  

Denominador comum às três marcas é a capacidade de costumização dos artigos que produzem. A Topázio, fruto do vasto número moldes e da experiência e especialização dos seus artesãos, é procurada por marcas internacionais para produções personalizadas. A My Swear, marca de calçado, disponibiliza 60 personalizações de luxo, graças a uma tecnologia 3D que permite uma visualização e escolha online (a venda é exclusiva através da Farfetch). Quanto ao Atelier des Créateurs, trata de alfaiataria tradicional associada às mais recentes tecnologias. Neste alfaiate a qualidade e a exigência sobrepõe-se a tudo, ao ponto de ser dada resposta à exigência mais extravagante.  

A participação obriga a inscrição prévia através do email info@portofashionmakers.com e tem um custo de 35 euros por pessoa, com o almoço incluído. CSB

 

 




Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015
13.11.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Jennifer Endom_Nuno Mendes.jpg

 

Nuno Mendes, o mais reconhecido chef português em todo o mundo oferece-lhe a possibilidade de investir na reabertura do Viajante em Londres.

Nuno Mendes acaba de lançar uma iniciativa de equity crowd funding de 2.4 milhões de euros (ou 1.75 milhões de libras) com o objectivo de reabrir o Viajante, o seu antigo restaurante detentor de uma estrela Michelin.

O valor total representará uma participação equivalente a 33%, sendo que o investimento mínimo permitido é de 14 euros (ou 10 libras) garantindo assim que todos os amantes de gastronomia possam participar.

O investimento será feito através da plataforma Seedrs a primeira plataforma a nível mundial a ter a sua actividade autorizada pela Financial Conduct Authority no Reino Unido.  A plataforma está aberta a investidores e empresas na Europa, sendo que aceita investimentos em euros e libras.

Nuno Mendes planeia reabrir o Viajante no Outono de 2016, agora que encontrou o local certo na zona este de Londres. Mais precisamente em Metropolitan Wharf, um dos mais icónicos armazéns londrinos, em estilo Vitoriano, junto ao rio.

Recorde-se que o Viajante abriu portas em 2010 e não só ganhou a sua estrela Michelin no primeiro ano como entrou directamente para o 59º lugar na Lista dos World’s Best Restaurants. O restaurante acabou por fechar portas em 2014 até porque Nuno Mendes se juntou nessa altura com André Balasz como chefe executivo do Chiltern Firehouse, o hotel e restaurante que o empresário norte americano abriu em Londres. E de facto, como se esperava, o restaurante tornou-se num dos locais mais balados da capital britânica. Um ano depois abria também a Taberna do Mercado, pequeno restaurante de inspiração portuguesa no Old Spitalfields Market, também em Londres.

Mas o projecto do Viajante manteve-se sempre nos planos do chef e, “desde o encerramento que tenho estado profundamente empenhado na sua reabertura. O nosso desafio tem sido encontrar o local certo, no qual o projecto consiga revelar todo o potencial. Encontrámos agora um sítio fabuloso e decidimos relançar o Viajante numa plataforma de equity crowd funding para dar aos nossos amigos e apoiantes, aos londrinos, portugueses e não só, a possibilidade de estarem presentes na realização deste sonho, partilhando simultaneamente o sucesso planeado.”

A aposta é bastante segura e, para além das acções, alguns investidores poderão mesmo usufruir de condições especiais tais como a garantia de reservas, refeições gratuitas ou convites VIP.

 




Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015
05.11.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

balmain.jpg

 

 

É hoje posta à venda a colecção cápsula da Balmain x H&M. Roupa e acessórios com a assinatura da ‘maison’ francesa a preços democráticos.

Não vale é arrancar cabelos…A ver pela corrida a anteriores colaborações de designers de moda - como Alexander Wang, Isabel Marant, Maison Martin Margiela, Versace ou Karl Lagerfeld -, os ‘fashion addicted’ são capazes de muito para conseguir comprar alguma coisa. De dormir à porta das lojas para marcar vez nas longas filas que se acumulam no dia do lançamento, até entrar em guerra de palavras e puxões para conseguir uma peça. Afinal, trata-se de roupa e acessórios de moda com assinatura, a preços bem mais convidativos do que as das colecções das grandes ‘griffes’. É o caso de um vestido verde-esmeralda de grande decote, bordado a lantejoulas, que custa 149 euros e faz parte das 250 peças de senhora e homem que compõem a colecção cápsula Balmain x H&M.

Olivier Rousteingn é o senhor director criativo do momento, nas famosas parcerias da marca sueca. Conhecido pelos detalhes e pela aliança entre sofisticação e modernidade, apresenta uma colecção cheia de ‘pailletes’, pormenores bordados a ouro e pérolas, com recurso a muito preto, branco e cores fortes como verde-esmeralda, vermelho e rosa choque. A ver pela ponta do véu já levantada, os apontamentos dominam a colecção, que do minimalismo em nada se aproxima. Informação divulgada numa espécie de ‘preview’, durante a apresentação dos Bilboard Music Awards 2015, com Jourdan Dunn e Kendall Jenner a surgirem vestidos com peças Balmain x H&M, e que poderá ser confirmada no vídeo (http://www2.hm.com/content/hmonline/pt_pt/campaign-carousel-ladies-s02/5tc-balmain.html#).

Quem conseguir comprar tem legitimidade para se gabar de ter uma peça com assinatura por um preço ‘light’. CSB




Sexta-feira, 2 de Outubro de 2015
02.10.2015 - Por Fora de Série, às 17:15

Podíamos estar na ilha de Jersey, em plena II Guerra Mundial. O cenário aproxima-se perigosamente do do filme de Alejandro Amanabar, "Los Otros", e por pouco não temos em cena uma Niole Kidman rígida e austera. Em vez disso, temos uma floral colecção Gucci, a primeira assinada pelo novo director criativo da marca italiana, Alessandro Michele. Um regresso aos arquivos da casa, a um passado que se reflecte no presente e se projecta num futuro. Brilhante.

 

Texto de Rita Ibérico Nogueira Realização de Filipe Carriço assistido por Pedro lança Fotografia de Rui Aguiar assistido por Nuno Beja Maquilhagem e cabelos por Rita Fialho Modelo Daria Makarova (Central Models)

 

capa-gucci.jpg

Vestido em seda estampada Gucci.

Plano-1---final-2.jpg

Vestido encarnado em seda prensada Gucci.

Plano-2---final-3.jpg

Camisa em seda, calças em lã fria e mules em pele e pêlo, carteira em pele e tela monogramada, tudo Gucci.

Plano-2---final-9.jpg

‘Top’ em seda, camisola em neoprene com ‘print’ floral com aplicações, carteira encarnada em camurça e saia em seda, tudo Gucci.

Plano-3---final-5.jpg

Vestido em seda prensada com pássaro bordado a vidrilhos, canutilhos e missangas Gucci.

Plano-4---final-6.jpg

Saia e camisa em seda, socas em pele e pêlo, Gucci.

Plano-4---final-8.jpg

 Camisola em lã com pregadeiras em metal e saia em seda, ambos Gucci.

Plano-5---final7.jpg

Vestido em seda, carteira em camurça e mules em pele com pêlo, tudo Gucci.

 

Plano-6---final-1.jpg

Camisa em seda estampada, saia em renda, carteira em camurça e mules em pele e pêlo, tudo Gucci.

Plano-6---final-10.jpg

Blusão em pele com pássaro bordado a vidrilhos, canutilhos e missangas e calças em lã fria e seda, ambos Gucci.

 

Peças ready-to-wear à venda na Fashion Clinic e acessórios à venda na Gucci, ambas no Tivoli Fórum Lisboa.

.




Segunda-feira, 14 de Setembro de 2015
14.09.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

MANifeste 01.jpg

 

A Hermès tem um novo Manifesto. Nele, defende que um homem se deve divertir enquanto procura o que usar. Não é uma promessa. Nem um compromisso. É uma realidade ao alcance de quem visite o MANifeste, a nova porta de entrada do universo masculino da Hermès.

Le MANifeste de Hermès  - é para ler assim mesmo, com o Man em destaque -,não é propriamente um site de compras, ainda que existam links para o e-shop da marca, mas mais uma montra na qual a ‘maison’ francesa mostra toda a sua oferta dentro do universo masculino: Pronto-a-vestir, sapatos, acessórios em pele e colecção de seda.

Só que o faz, sempre e de cada vez, com um pequeno twist, uma exibição irreverente com jogos, vídeos, imagens interactivas. À imagem daquilo que a Hermès já nos habituou na sua comunicação ‘online’. Sempre ‘updated’ e com versões para todos os dispositivos móveis. 

É divertido, é informativo e é quase perigoso, porque dá (muita) vontade de comprar. B.L.

 

Le MANifeste d'Hermès.jpg




Sábado, 12 de Setembro de 2015
12.09.2015 - Por Fora de Série, às 10:30

 

O desfile da nova coleção Primavera/Verão 2016 da Tommy Hilfiger, que se realiza no âmbito da semana de moda de Nova Iorque, está marcado para a próxima segunda-feira, dia 14, às 11h locais (16h de Portugal).

TH-SS16-Runwway-looks-SKETCH_150dpi_0000_look-1-si

À semelhança do que aconteceu nas estações anteriores, o desfile vai estar mundialmente disponível em ‘live streaming’. Assim, todos aqueles que quiserem ver, em tempo real, as propostas da marca para a próxima estação quente, poderão fazê-lo através do site da marca ou, muito simplesmente aqui. Para assinalar a ocasião, a Tommy Hilfiger terá à venda, também no site, uma peça de edição limitada “The Lion Bomber”, que estará disponível logo após o desfile. IQ




Sexta-feira, 11 de Setembro de 2015
11.09.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

FW02.jpg

Entre 14 de Setembro e 3 de Outubro, a Louis Vuitton vai ter na loja da Avenida da Liberdade, uma selecção de peças de ‘prêt-à-porter’. É a primeira vez que as peças desenhadas por Nicolas Ghesquière, o director artístico das colecções de senhora, vão estar em Lisboa. Durante um período limitado de três semanas, as colecções de ‘Prefall’ e Outono/Inverno 2015 estarão à venda na loja da Louis Vuitton, no n.º 190  da Avenida da Liberdade.

Na colecção que antecede o Outono, Ghesquière revisita a nova ideia de luxo que explora desde que chegou à ‘maison’ LV, em Novembro de 2013. A já habitual aposta nos obrigatórios padrões de qualidade e execução elevados resulta num conjunto de novos clássicos. Uma sugestão de base sólida para um guarda-roupa feminino.

Já para o Outono/Inverno o criador de moda alia a os valores de referência da alfaiataria a uma perspectiva modernista. Uma conjugação entre tradição e tecnologia que se traduz em várias peças chave de inspiração masculina mas de design extremamente feminino que resultam numa silhueta suave e elegante. IQ




Segunda-feira, 31 de Agosto de 2015
31.08.2015 - Por Fora de Série, às 19:39

Ralph-Lauren-Polo-Tech-shirt.JPG

 

Depois dos relógios ‘smart’, a tendência do momento é a ‘wearable tech’ – ou a tecnologia que se veste. A americana Ralph Lauren Polo colocou esta semana à venda a sua primeira ‘smart t-shirt’.

A Apple deu o mote, mas a mania do ‘smart’ já transitou dos telefones para os relógios e destes para a moda. Nas ‘fashion weeks’ pelo mundo fora tornou-se comum ver jovens designers a dar nas vistas por apresentarem colecções inteligentes, conectadas e reactivas à luz, ao som e ao calor. Ralph Lauren também aderiu e, depois de um período de testes e afinações – no US Open de ténis de 2014 –, colocou à venda, há dias, a sua primeira ‘smart shirt’.

Tal como acontece com grande parte das marcas a apresentar ‘wearable techs’ – por exemplo: a Swarovski, a Tommy Hilfiger, a Montblanc, a Tag Heuer, a Victoria’s Secret, a Gucci e a Samsung –, o foco desta primeira incursão da marca no mercado ‘smart’ está na saúde a na monitorização do sono e da actividade física. Os sensores da ‘tech shirt’ estão ligados no peito para fazerem a leitura da informação biológica e fisiológica – tais como frequência cardíaca, respiração e níveis de ‘stress’ fornecida – através de uma aplicação criada para o efeito. “A tecnologia evoluiu até um ponto em que agora pode ser sintetizada com a roupa. Era algo impossível há seis meses, pelo menos da forma em que pode ser usada agora. O objectivo agora é fundir esta tecnologia com todo o tipo de roupa. Daqui a cinco anos vai ser uma tendência alucinante”, disse ao “The Guardian” David Lauren, filho de Ralph e vice-presidente da companhia.

Desde dia 28 que, por 295 dólares (cerca de 265 euros), a Ralph Lauren Polo ‘tech shirt’ pode ser adquirida no ‘website’ e nas lojas da marca. RIN




Terça-feira, 28 de Julho de 2015
28.07.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Logo.jpg

 

O sector do luxo continua a exibir elevados níveis de rendibilidade e crescimento a nível mundial. E em Portugal, este mercado - tanto a nível de produtos como de serviços - também cresce. O turismo e o forte investimento das grandes marcas neste mercado - em Maio a Fora de Série dedicou uma edição integralmente à Avenida da Liberdade onde, nos últimos cinco anos, se instalaram mais de 40 as marcas - são os grandes responsáveis. Mas, para melhor se compreender o fenómeno, nada como uma visita guiada ao sector feita por 'insiders' do luxo. É a proposta do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), ao apresentar a 4ª edição do curso executivo em Luxury Brand Management, que decorrerá entre 22 e 26 de Outubro de 2015.

Trata-se de uma abordagem pedagógica que combina a teoria (mais focada nos primeiros dois dias do curso: a história, os conceitos, os perfis de consumidor, o marketing, as estratégias das marcas) com uma real experiência do mundo do luxo. Para tal, o ISEG convidou oradores internacionais ligados ao sector, como Carlos Ferreirinha (um dos maiores especialistas em marketing de produtos de luxo no Brasil), a princesa Masha Magaloff (ligada a várias marcas de moda, luxo e cosmética) ou Assunta Jiménez-Ontiveros, directora ibérica de Relações Públicas da Chanel, para que, através da sua visão - e com a ajuda de case-studies do sector - abordem alguns dos temas principais da gestão dos produtos e serviços de luxo, bem como o Mercado de Luxo em Portugal.

A vertente prática não foi esquecida, neste curso intensivo de quatro dias coordenado por Helena Amaral Neto (professora convidada do ISEG). No terceiro dia, está previsto o Luxury Day Maserati,  uma novidade em relação às edições anteriores, em que esta marca do sector automóvel recebe os participantes do curso para uma total imersão no seu luxuoso universo. A terminar, a cereja no topo: o Consulting Day. Quem sempre tenha sonhado trabalhar no sector do luxo e tenha um projecto, tem a possibilidade de o apresentar perante um painel de especialistas, recebendo um serviço de consultoria personalizada. Um programa que fomenta também o networking entre participantes, marcas e oradores, promovendo ainda actividades pós-curso e divulgação de oportunidades de trabalho na área do luxo.  

Já estão abertas as inscrições para este curso, que se dirige aos profissionais do sector do luxo, empresários, directores gerias, directores de marketing, directores criativos, gestores de produto, gestores de comunicação, entre outros. RIN

 

Programa Luxury Brand Management (4ª Edição)

Instituto Superior de Economia e Gestão - Rua do Quelhas, 6, Lisboa

De 22 a 26 de Outubro de 2015 - 5ª, 6ª e sábado, das 9h00 às 19h00; 2ª das 9h00 às 19h00, seguido de jantar de encerramento.

Valor da propina: 1,950 euros (inclui Luxury Welcome Kit, toda a documentação, coffee breaks e almoços, parqueamento e jantar de encerramento).

Preço especial: 1650 euros para inscrições até 21 de Setembro de 2015; ex-alunos do ISEG; parceiros do ISEG.

Informações e inscrições: Helena Amaral Neto, hneto@iseg.ulisboa.pt, tel.: 937387414.

Candidaturas: http://www.lisbonexecutiveacademy.pt/cursos/lbm

Data limite de inscrição: 12 de Outubro de 2015

Helena Amaral neto.jpg

 

ferreirinha_014.jpg

 

Masha Magaloff.jpg

 

Assunta Jiménez-Ontiveros.jpg

 

 




Sexta-feira, 24 de Julho de 2015
24.07.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Chuck_II_Group_-ox_33422.gif

 

Os Converse Chuck Taylor All Star conquistaram várias gerações ao longo de décadas. Hoje a marca lança um novo modelo. Perto de completarem um século de história, os Chuck Taylor All Star, lançados pela primeira vez em 1917, já estiveram dentro e fora de moda múltiplas vezes, mantendo a sua relevância ao logo dos tempos. A Converse vai lançar agora os Chuck Taylor All Star II, uma adaptação contemporânea desta silhueta clássica.

 

Blue_High_CHUCKII_standard.gif

 

Com um design semelhante ao anterior, estes mantêm a icónica sola branca, a biqueira em borracha e o logótipo All Stars. Do lado do funcional, há algumas novidades. Posicionando-se como um modelo ‘premium’ utiliza a tecnologia Lunarlon, da Nike, para um melhor amortecimento, assim como um forro perfurado em camurça que facilita a respiração durante o uso prolongado.

Os novos ténis da Converse vão estar disponíveis em exclusivo nas lojas Taff, a partir da próxima Terça-feira, dia 28 de Julho. O preço de venda recomendado é de 70 euros para o modelo ‘low’ e 75 euros para o ‘high’. CLM




Segunda-feira, 15 de Junho de 2015
15.06.2015 - Por Fora de Série, às 17:49

LouisVuitton_13_063.jpg

 

A Louis Vuitton prepara-se para lançar a linha Nano, uma colecção que revisita o design clássico das carteiras da casa, do passado ao presente, mas sempre em tamanho XXS. Tanto pode ser uma "Speedy" como uma "Noé". Mas também pode ser uma "Turenne", ou uma "Pallas", ou uma "Alma", porque não? Então e se fosse uma "Lockit", ou uma "W"? Tanto faz. Na verdade, a forma é exactamente a mesma, bem como a construção, os materiais, e até a costura segue a linha exacta da carteira em questão. A única diferença está no tamanho, já que a colecção Nano promete reproduzir todos estes modelos, mas numa versão micro.

Qualquer que seja a opção, todos os modelos da nova colecção são concebidos nos tradicionais materiais que celebrizaram a marca, quer seja a tela Monogram, a pele Epi ou a pele de vitela ‘cashmere'. A colecção Nano prepara-se para chegar às lojas Louis Vuitton de todo o mundo já no próximo dia 8 de Julho. Uma proposta leve e divertida para os meses quentes que se aproximam. IQ




Sexta-feira, 22 de Maio de 2015
22.05.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

EA1_SANTINI_20150522.jpg

 

É assim que podemos definir a sugestão que a Santini e a Gin Lovers têm para este fim-de-semana. Um gelado/gin tónico numa edição tão limitada quanto refrescante. Morango, gengibre, hortelã, água tónica e Bulldog Gin são os ingredientes desta poção mágica em forma de gelado que, entre hoje e domingo, promete baixar a temperatura nas geladarias Santini de Cascais, Carcavelos, Mercado da Ribeira e Chiado e na Gin Lovers do Chiado. Este novo gelado Santini pretende não só reproduzir o sabor, mas também a autenticidade do gin tónico, com claras referências aos sabores orientais que caracterizam o Bulldog Gin: papoila, olho de dragão – um fruto da família da líchia – e flor de lótus.

Esta proposta da Santini e da Gin Lovers é vendida em caixas pré-embaladas de 0,5l, com validade de 72h, e custa 16,5 euros. E, porque estamos em ‘modo gin’, cada embalagem dá ainda direito a um ‘voucher’ de desconto de nove euros na entrada para um Gin Tasting promovido pela Empor II que, amanhã, reúne sete marcas diferentes no Gin Master Room 7.0. Entre os gins em destaque vão estar o Bulldog, Martin Miller’s, Monkey 47, Ferdinand’s, mas também os portugueses Nao e Gina. IQ




Terça-feira, 19 de Maio de 2015
19.05.2015 - Por Fora de Série, às 16:32

EA1_FOra_SERIE_20150519.jpg

 

A Rota de Tapas Estrella Damm regressa esta quinta-feira a Lisboa e ao Porto, com os "Sabores da Terra e do Mar". A quinta edição deste festival vem animar as ruas de Lisboa e do Porto e trazer os melhores petiscos e cervejas para as zonas históricas das cidades. Durante os dias 21 de Maio e 7 de Junho poderá “tapear” pelos 52 estabelecimentos participantes em Lisboa e 29 no Porto e provar os “Sabores da Terra e do Mar”. Entre marisco, peixe fresco dos nossos mares, queijos, enchidos e carnes, não vai faltar nada. Os petiscos só estão completos, claro, com uma harmonização de cerveja Estrella Damm, que tem um preço fixo de 3 euros.

Para conhecer o roteiro deste ano, pode consultar o Facebook da marca ou a colecção “Rota de Tapas” da Zomato. Para facilitar a deslocação entre os bairros Lisboetas – Cais do Sodré, Rossio, Alfama, Bairro Alto e Príncipe Real – a marca vai disponibilizar ainda uma série de tuk tuks, de quinta-feira a sábado, entre as 19h30h e as 23h. Basta juntar um grupo de até seis pessoas e mostrar, pelo menos, dois carimbos no mapa da Rota de Tapas Estrella Damm para pedir boleia.

No final do evento, serão escolhidas as duas melhores tapas, entre todos os estabelecimentos. A primeira é eleita pelos participantes e a segunda por um júri profissional. Ao participar, habilita-se ainda a ganhar uma viagem a Barcelona, com direito a uma refeição no conceituado restaurante Tickets, dos ‘chefs’ Ferran Adrià e Albert Adrià. CLM




Segunda-feira, 18 de Maio de 2015
18.05.2015 - Por Fora de Série, às 16:48

127.jpg

 

Todos conhecem o Limoncello, mas é italiano. Em Portugal acaba de nascer o Orangea, um licor feito à base de laranjas do Algarve. Para beber bem fresco neste Verão. Apelidado de Larancello, à semelhança da bebida italiana, é um licor único, 100% artesanal e produzido em Portugal a partir das incomparáveis laranjas algarvias. Tudo isto servido numa garrafa elegante e moderna.

Assim como o Limoncello, o Orangea deve ser bebido muito frio e, por isso, conservado no congelador. Com um teor alcoólico de 30%, é ideal, não só para ser servido como digestivo, mas também para fazer a base de ‘cocktails’ e inúmeras sobremesas. Para começar, a marca dá uma pequena ajuda. Pode encontrar uma série de receitas com esta nova bebida no seu ‘site’.

O licor Orangea está à venda em Lisboa, nas lojas Coisas do Arco do Vinho, DeliDelux e Cais Pimenta Rosa, em Oeiras,  na Mercearia André, em Cascais, na Quinta do Saloio, no Porto, no  Mariscos da Foz, no Gogo Away do Funchal e nas Garrafeiras Soares em Albufeira, Portimão, Alvor, Carvoeiro, Lagos, Vilamoura, Vale do Lobo e Tavira. Cada garrafa tem um custo de 17 euros. CLM