Segunda-feira, 10 de Agosto de 2015
10.08.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

 

Sunset-Musical-Ruinas-Tróia.png

 

Música ao final do dia num cenário com mais de dois mil anos de história. Assim vão ser os “Sunset musicais” nas Ruínas de Tróia, todas as quartas-feiras, com entrada livre.

Situadas na península de Tróia, entre o estuário do Sado e a laguna da Caldeira, as Ruínas são o que resta do maior complexo de produção de salga de peixe do mundo romano, conhecido. Construído na primeira metade do século I, desenvolveu-se numa povoação ocupada até ao século VI, calculam investigadores. Os núcleos arqueológicos visitáveis são dois grandes compartimentos com tanques à volta de um pátio – as salgas -, termas, um mausoléu, quatro necrópoles, basílica e um núcleo residencial. Este último, de acordo com as descobertas mais recentes, pertenciam a uma grande casa com rés-do-chão e primeiro andar, que aquando da escavação, exibiam vestígios de mosaicos e pintura mural. Já a Basílica, paleocristã, é dos elementos mais bem conservados e calcula-se que seja de finais do século IV ou início do V.

Actualmente, as ruinas fazem parte do complexo do Tróia Resort, que inclui uma marina, um casino, um campo de golfe, o Aqualuz Suite Hotel Apartamentos, restaurantes, comércio e ‘beach houses’, ‘villas’, apartamentos turísticos e lotes para moradias em frente ao mar.

O programa é o que se segue, com início às 18h: dia 12, Quarteto de Fado Deolinda de Jesus; dia 19, Trio Ricardo Gouveia, com Bossa Nova e ritmos Africanos; dia 26, Trio Guida Palma, para tocar ‘standards’, Bossa Nova e Funk

Na quarta-feira, dia 22, não há ‘sunset’ nas Ruínas, mas a música soará noutros locais do Resort com o Meo Out Jazz - com NBC e o Dj André Henriques -, no Tróia Beach Club, com entrada livre, e um Concerto de Rita Guerra, no Casino, a partir das 22h30.