Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014
27.11.2014 - Por Fora de Série, às 15:00

Para a Fora de Série, Outubro está para relojoaria, assim como Novembro está para a Joalharia. 2014 foi ano de Bienal de Paris, por isso, este mês é dedicado à “cidade das luzes”, a capital mundial da alta joalharia.

 

BIENNALE_DES_ANTIQUAIRES_2014_146.gif

 

A 27ª edição da Bienal de Paris decorreu entre 11 e 21 de Setembro, no Grand Palais, como é habitual, e contou com a presença de cerca de 90 mil pessoas que visitaram os 81 expositores do evento, para apreciar as propostas dos vários representantes, desde a pintura moderna às artes decorativas, passando pela arqueologia e a alta joalharia.

Paris dita as tendências no mundo da alta joalharia. Por isso, quando surgiu a oportunidade de fotografar o editorial no interior do icónico edifício da Cartier, na Place Vendôme, onde se concentram as grandes marcas joalheiras, não hesitámos.

 

Captura-de-ecrã---2014-11-05,-11.gif

 

 

Este mês voltamos às origens, apontando o foco para as pedras preciosas, que dão vida às mais magníficas peças de joalharia, mas que também brilham por si só. Algumas delas têm histórias incríveis para contar, que incluem viagens de barco, assassinatos, guerras e muito mais... Será possível que um oficial se tenha esquecido de um dos mais valiosos diamantes da história no bolso do colete, antes de o mandar para a lavandaria?

 

Collier_Now_and_Always_Wallace_Chan.gif

Em Portugal pouco se fala de marcas de jóias. No entanto, começam a aparecer novas marcas de joalharia, estruturadas e modernas, capazes de responder às necessidades actuais do mercado, enquanto outras, com décadas de história, se rejuvenescem. Liliana Guerreiro, Olga Noronha, Eleutério e Monseo vão com certeza dar que falar, nos próximos anos. Tanto em Portugal, como no estrangeiro.

A edição especial jóias da Fora de Série vai estar nas bancas e na edição de iPad, amanhã, com o Diário Económico. Se ainda não é assinante, pode-se inscrever-se aqui.