Quarta-feira, 17 de Junho de 2015
17.06.2015 - Por Fora de Série, às 11:55

Pena_credits_PSML_Emigus.png

PSML-Emigus

 

Talvez já tenha imaginado este cenário romântico sob a luz da lua cheia. Talvez já o tenha avistado ao longe, mas nunca tão de perto. Na noite de 4 de Julho, a imaginação pode dar lugar à realidade com a visita nocturna ao Palácio da Pena e o Parque, abertos ao público entre as 20h e as 24h. A entrada é livre mas carece da entrega de um bem alimentar ou da compra de um voucher da Santa Casa no valor de três euros, já que esta iniciativa está associada à solidariedade a cargo da Santa Casa da Misericórdia de Sintra.

Nesta mesma noite, há também a possibilidade de fazer uma visita guiada ao Parque, com início no Vale dos Lagos, passagem por pontos como a Fonte dos Passarinhos, Feteira da Rainha, Lago da Concha, Gruta das Serpentes, Mesa da Rainha, Jardim das Camélias, até ao cume da Serra, a Cruz Alta, e que tem um custo de cinco euros (que reverte para a União das Freguesias de Sintra. O restaurante e cafetarias estarão abertos possibilitando aos visitantes disfrutar da vista nocturna para a Serra de Sintra. E há transporte assegurado de e para a estação de comboios de Sintra.   

Mas para participar é necessária a inscrição prévia em www.parquesdesintra.pt. CSB

 

Parque_credits_PSML_Emigus_5.png

PSML-Emigus

 




Segunda-feira, 8 de Junho de 2015
08.06.2015 - Por Fora de Série, às 16:02

HerdadedoEsporão.jpg

No dia 20 de Junho a Herdade do Esporão abre as portas para um dia cheio de actividades - ligadas ao vinho e não só – com um final diferente: uma noite passada em tendas especialmente montadas na planície alentejana.

O dia começa cedo porque, vindos de onde vieram, às 11h00 é suposto estar na Herdade para uma visita à horta, para semear, plantar, colher e ainda fazer um espantalho. Ou, em alternativa apanhar mel ou fazer pão. A manhã termina com provas de azeite, de vinhos e um almoço-piquenique com acompanhamento musical de cantares alentejanos. Depois, é apanhar uma manta e deitar-se à sombra, que estamos no Alentejo e faz calor. Aproveite porque as crianças podem frequentar uma “aula” científico/divertida no laboratório e o resto da tarde vai ser intensa.

No total serão mais de 40 actividades num único dia. Actividades para toda a família, sobre gastronomia, práticas agrícolas, astronomia ou Instagram. Com provas de vinhos e azeites e tertúlias à volta da mesa. Observação da fauna e flora, muito espaço para brincar e muita natureza para descobrir. Sempre acompanhados pela música e por boas histórias. O Jantar será servido na adega, de tacho na mesa, mas preparado por chefs convidados e com um magnífico pôr-de-Sol como pano de fundo.

Para os mais resistentes, a partir da meia-noite ainda há um dj set para dançar, antes de recolher às tendas montadas nos jardins junto à Torre. Espaçosa, com todas as comodidades, para que a família tenha o descanso merecido. E porque o dia seguinte começa cedo: o sol nasce às 06h11 e não se pode perder o momento,

É só um dia mas tão completo que vão parecer dois, como poderá verificar em (com programa e preços): www.diagrande.pt. BL




Segunda-feira, 25 de Maio de 2015
25.05.2015 - Por Fora de Série, às 13:34

image002 (1).jpg

 

Vão esta semana a leilão 23 obras de Júlio Pomar, incluindo "O Almoço do Trolha", a mais importante obra do neo-realismo em Portugal. E este é apenas um dos 565 lotes que o Palácio do Correio Velho leva à praça. Durante o dia de hoje, poderá passar pelo Palácio do Correio Velho, entre as 15h e as 20h para visitar as obras escolhidas para o leilão de Maio, presentemente em exposição. Este irá decorrer nos dias 27 e 28, pelas 19h30. Entre 565 lotes, a casa leiloeira destaca as 23 obras do pintor Júlio Pomar, nomeadamente “O Almoço do Trolha”,  uma das obras mais emblemáticas e representativas do neo-realismo em Portugal.

Ainda na área da pintura, dos 138 lotes escolhidos são de notar os nomes de artistas consagrados como Eduardo Viana, José Lima de Freitas, Nadir Afonso, Paula Rêgo, Sá Nogueira, Eduardo Batarda, Carlos Botelho, Artur Bual, Cargaleiro, Columbano e Costa Pinheiro. Destacam-se também outras peças como a escultura de Diana, Deusa da Caça, em mármore de Estremoz e o Relógio Inglês Jorge III de Stephen Rimbault.

Pode consultar o catálogo completo no ‘site’ do Palácio do Correio Velho. CLM




Quarta-feira, 20 de Maio de 2015
20.05.2015 - Por Fora de Série, às 02:27

21_Casaca_cavaleiro_tauromaquico_e_aderecos_cavalo

 

O Palácio Nacional de Queluz já abriu as portas da única biblioteca nacional dedicada à Arte Equestre. A “Biblioteca de Arte Equestre D. Diogo de Bragança, VIII Marquês de Marialva” está aberta ao público e possibilita, não só, a consulta de publicações da especialidade, como também deambular pelo pequeno núcleo museológico que tem expostas 165 gravuras, uma pintura que retracta a família dos 3ºs Duques de Lafões e outra do 6º Marquês de Marialva, uma casaca de cavaleiro tauromáquico e uma réplica de cavalo ajaezado com gualdrapas e xairel de finais do século XVIII.

Adquirido pela Parques de Sintra, em 2014, aos herdeiros de D. Diogo de Bragança - cavaleiro e um apaixonado pela área da qual foi coleccionando publicações (1930-2012) -, o espólio implicou um investimento de 380 mil euros, a que se somou um outro de cerca de 60 mil na recuperação das três salas que o albergam, no Palácio Nacional de Queluz.

O público passa a ter acesso a 1.400 títulos impressos e manuscritos desde o século XVI, alguns dos quais raros, como um exemplar de Johannes Stradanus (1578); a Arte da cavallaria de gineta, e estardiota, bom primor de ferrar & alueitaria, de António Galvão de Andrade (1678); e uma das 23 edições consideradas parte do “Cabinet du Roi”, que relatam momentos do reinado de Luís XIV. E o horário de abertura é de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30. CSB

 

22_Palacio_Nacional_de_Queluz_creditos_PSML_Wilson

 

 




Segunda-feira, 20 de Abril de 2015
20.04.2015 - Por Fora de Série, às 10:30

Aqueduto.gif

Inaugurou um novo troço subterrâneo, a Galeria do Loreto, que torna mais 1,6 quilómetros de Aqueduto das Águas Livres visitáveis. A Galeria inicia-se na Casa do Registo, na Mãe d’Água das Amoreiras, e segue em direcção ao Largo do Rato, Rua da Escola Politécnica – onde se aconselha uma visita ao Reservatório da Patriarcal e, consequentemente, ao século XIX e a outra fase do sistema de distribuição de água - e termina no Miradouro de São Pedro de Alcântara/Rua do Século. Um percurso que conta 260 anos de história da cidade de Lisboa. Disponível em visitas guiadas todas as sextas, às 15h, e últimos sábados de cada mês, às 11h, mediante inscrição prévia através do telefone 21 8100215 ou do email mda@epal.pt. CSB




Sexta-feira, 10 de Abril de 2015
10.04.2015 - Por Fora de Série, às 16:25

Sebastião Salgado esteve em Lisboa para inaugurar a sua exposição "Génesis", que vai estar aberta ao público, na Cordoaria Nacional, a partir de hoje até 2 de Agosto.

 

IMG_7643.jpg

Fotografia Paula Nunes 

 

A mais recente obra do consagrado fotógrafo de origem brasileira é o resultado de mais de 30 viagens, entre 2004 e 2011. Durante oito anos visitou alguns dos locais mais recônditos do planeta, alguns deles inóspitos, e viveu temporariamente dentro de comunidades indígenas, sempre à procura da biodiversidade do planeta Terra no seu estado mais puro – das paisagens geladas da Antárctida à tribo índia Zo’é , descoberta há apenas duas décadas, no Brasil. “Houve fotografias mais difíceis de fazer do que outras, porque o acesso às vezes não foi fácil”, conta Salgado, relembrando um desses momentos, em que tiveram de caminhar mais de 1000 quilómetros a pé, durante cerca de dois meses, no Norte da Etiópia. As fotografias a preto e branco (o seu estilo habitual) que compõem "Génesis" são, ao mesmo tempo, uma homenagem ao planeta Terra e um alerta para a necessidade de o preservar.

A exposição foi inaugurada em Abril de 2013, no Natural History Museum, em Londres. Lélia Warnick Salgado, mulher de Salgado, que o acompanha na maioria das viagens e organiza as exposições, explica que esta “foi concebida para ser levada ao mundo”, fazendo agora em Lisboa a sua 25ª paragem. Inaugurado recentemente, o documentário “Sal e Terra”, de Wim Wenders e Juliano Salgado, filho do fotógrafo, vai estar também em exibição na capital a partir desta semana. É a primeira vez que os dois trabalhos são apresentados na mesma cidade ao mesmo tempo. O filme conta a história de vida e obra de Sebastião Salgado, que foi acompanhado pelo filho nas últimas viagens.

 

10-4-7501.JPG

 Fotografia Sebastião Salgado 

 

Salgado é conhecido por trabalhos onde se debruçou, sobretudo, pela realidade do sofrimento humano, tendo sido inclusivamente apelidado de "fotógrafo antropólogo e activista", como o próprio contou quando foi falar à conhecida conferência Ted Talks, em 2013. Esta foi a sua primeira vez a fotografar animais e paisagem e a preparação para o projecto foi de, pelo menos, dois anos. A protecção da natureza no seu estado puro é uma causa que o fotógrafo apoia há algum tempo chegando mesmo a ser responsável por um projecto de reflorestação da Mata Atlântica do Brasil, que resultou na plantação de mais de dois milhões de árvores. Um projecto grande, do ponto de vista individual, mas “pequeno em função da necessidade”, observa Salgado, explicando que, com a tecnologia presente, é possível fazer o mesmo em qualquer lugar que tenha sido alvo de desflorestação.

Esta não é a primeira visita de Sebastião Salgado a Portugal. O fotógrafo já expôs duas vezes em Lisboa, primeiro no CCB, com “Trabalho”, em 1993, e posteriormente no Pavilhão de Portugal, com “Êxodos”, em 2000. A exposição Génesis está instalada no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional e pode ser visitada de Domingo a Quinta-feira, das 10h às 19h e de Sexta-feira a Sábado, das 10h às 21h. A entrada tem um custo de cinco euros, sendo que as crianças até cinco anos não pagam. CLMIMG_7781pb.jpg

 Fotografia Paula Nunes 




Quinta-feira, 9 de Abril de 2015
09.04.2015 - Por Fora de Série, às 16:45

GuimaraesEXT-DIA.gif

A Pousada Mosteiro de Guimarães acaba de entrar na lista de recomendações de hotéis, spas e eventos da Condé Nast Johansens. A conceituada publicação internacional reconhece a qualidade e requinte desta Pousada histórica e recomenda-a no segmento “Monument Hotel”.

Mosteiro dos Agostinhos no século XII, a Pousada apresenta traços arquitectónicos Renascentistas, Medievais e Barrocos – foi recuperada pelo arquitecto Fernando Távora e posteriormente Prémio Nacional de Arquitectura em 1985 – dispõe de 49 quartos (22 dos quais antigas celas de frades), duas ‘suites’, sala de jantar, outra de pequenos-almoços – decorada com mobiliário de espaços históricos da região -, piscina exterior e jardins, e uma vista panorâmica sobre a cidade berço da nacionalidade. E se dúvidas houvesse quanto à qualidade da Pousada de Guimarães, se a Condé Nast recomenda…CSB

GUIMARAES--VISTA-EXT-POUSADA-MAIS-PISCINA.gif

 




Quinta-feira, 19 de Março de 2015
19.03.2015 - Por Fora de Série, às 13:00

Getting Ready for the Ball, from Jane Eyre.jpg

 

Faltam duas horas para terminar o leilão online organizado pela Christie’s dedicado à pintora portuguesa. É uma oportunidade única de adquirir uma das suas obras por menos  de 800 euros. A obra presente a leilão provém de uma das maiores colecções privadas da artista e inclui 54 gravuras e litografias criadas entre 1987 e 2007. Muitas das quais verdadeiras raridades que esgotaram há muito. A maioria das peças presentes inspira-se no imaginário dos contos de fadas (Tootles shoots Wendy II, entre os 1100 e os 1600 euros), das canções infantis (Little Miss Muffet I, com a mesma estimativa de preço) ou no livro Jane Eyre de Charlotte Brontë (Getting Ready for the Ball, from: Jane Eyre, entre os 8300 e os 11200 euros, na fotografia). É precisamente neste conjunto que está a peça com - até ao momento - o valor de licitação mais baixo (Crying, from: Jane Eyre - Poetry and Story, 766 euros). Já a mais alta está nos 16 700 euros (Peter Pan, de 1992). O leilão decorre online e uma das obras, Vinho (entre os 11000 e os 17000 euros) inspira-nos a terminar com um ditado popular que diz “até ao lavar dos cestos é vindima”. BL

 

o VINHO.jpg

 




Segunda-feira, 16 de Março de 2015
16.03.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

04663698-c.gif

 

À semelhança de outras capitais mundiais, Lisboa associa-se à celebração do dia nacional da Irlanda. Lisboa pode não ser Dublin ou Nova Iorque (e não terá paradas a percorrer as ruas) mas também se prepara para festejar o dia de São Patrício, iluminando de verde a estátua do Duque da Terceira, junto ao Cais do Sodré. A estátua ficara iluminada entre hoje e o dia 18 de Março, sendo que o dia de S. Patrício, o padroeiro nacional da ilha, se comemora a 17.

É a primeira vez que Lisboa se junta a estas celebrações, unindo-se finalmente a tantas outras cidades pelo mundo fora. Como Paris, por exemplo, que ‘pinta’ de verde a Torre Eiffel, de Londres, que faz o mesmo à London Eye, do Dubai que ilumina o Burj Al Arab ou de Chicago, que tinge o rio que a atravessa daquela cor. Já a escolha do Duque da Terceira deve-se à sua localização emblemática mas também ao facto da estátua ter sofrido recentemente um completo restauro, para o qual estas celebrações chamam a atenção. Além de que, à boa maneira Irlandesa, a única outra forma de celebrar a data é brindando com uma boa ‘pint’ de Guiness ou um whiskey, e ambos podem ser encontrados em abundância na zona envolvente. BL




Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2015
12.02.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Restaurante-Divinus.gif

 

O restaurante Divinos, do Convento do Espinheiro, em Évora, preparou um menu especial para o próximo Sábado, dia 14 de Fevereiro. O menu São Valentim é composto por três pratos, uma sobremesa e um sorvete para limpar o palato. O jantar começa com um ‘foie-gras’ com chocolate de São Tomé, seguido de uma garoupa abafada em rosé numa tarte de batata confitada e, ainda, peito de galinha de campo num puré de castanha. Para sobremesa será servida uma sinfonia de chocolate e gengibre. O menu tem um custo de 45 euros por pessoa, não incluindo as bebidas. As reservas podem ser feitas através do número 266788200. Existe ainda a possibilidade de alongar o programa ao fim-de-semana inteiro.

 

Entrada.gif

 

A apenas dois quilómetros de Évora, o Convento do Espinheiro, de cinco estrelas, é um marco histórico, onde príncipes e princesas já ficaram hospedados, indicado para quem procura uma estadia tranquila. Estão disponíveis visitas guiadas ao convento. Com uma oferta de 92 quartos, o hotel conta ainda com um spa e uma piscina interior. CLM




Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015
16.01.2015 - Por Fora de Série, às 11:59

TerrinaTomate.gif

As andorinhas, as loiças com formas de legumes e até o Zé Povinho Bordallo Pinheiro já podem ser comprados sem sair de casa. E até 31 de Janeiro, as entregas são gratuitas no continente português. A Fábrica de Faianças Artísticas portuguesas, com mais de um século de história na produção de peças do legado de Rafael Bordallo Pinheiro, acaba de lançar a loja online.

Através do site podem ser compradas desde as peças mais icónicas às colecções recentes, como a Sardinha by Bordallo Pinheiro, as caixas Pimento e Cogumelo ou o serviço de mesa Alcachofra e Pássaro. O site permite também criar uma ‘wishlist’ que pode ser partilhada por e-mail e, assim, receber os presentes de que gosta e necessita ao invés de surpresas indesejadas. CSB

 

Sardinhas.gif

 




Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014
27.11.2014 - Por Fora de Série, às 16:30

Cada-Garrafa-Conta-uma-História.gif

 

De Norte a Sul, uma viagem pelos lagares, pelas terras, pelas histórias dos vinhos e das famílias que os produzem. O livro "Cada garrafa conta uma hitória" é o resultado das inúmeras viagens às casas vinhateiras e às adegas e das conversas que a autora, Ana Sofia Fonseca, teve com proprietários e enólogos. Memórias, aventuras, curiosidades, ligações familiares, todos com o mesmo fio condutor: o vinho. Porque a história começa muito antes das uvas e o resultado reflecte castas, propriedades, localizações, podas e meteorologia, mas também amores e ódios, segredos e histórias de famílias. Uma edição Esfera dos Livros, que inclui textos da jornalista publicados no Diário Económico entre Novembro de 2013 e Agosto de 2014, à venda a partir de amanhã, dia 28 de Novembro. CSB 




Terça-feira, 11 de Novembro de 2014
11.11.2014 - Por Fora de Série, às 19:00

 

Foi notícia em Fevereiro, ao receber o Oscar de Melhor filme Estrangeiro com o seu “A Grande Beleza”. Já em 2008 tinha chamado a atenção ao receber o prémio especial do júri, em Cannes, com o título “Il Divo - A Vida Espectacular de Giulio Andreotti”. Agora, voltamos a falar de Paolo Sorrentino, mas por outras razões. O realizador italiano respondeu a um desafio da Bulgari e assinou uma curta-metragem para o joalheiro.

O filme intitula-se “The Dream” e foi exibido durante a inauguração do Domus, um pequeno espaço museológico dedicado às peças históricas da marca, situado no segundo piso da célebre e recentemente renovada loja da Via Condotti, em Roma.

Em “The Dream” a actriz Valeria Golino transporta o espectador através de uma estranha Roma povoada de fantasmas. IQ




Segunda-feira, 6 de Outubro de 2014
06.10.2014 - Por Fora de Série, às 10:25

Reabriu ao público a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos. O edifício, que é um exemplar arquitectónico único no mundo e faz parte do Museu da Água, foi sujeito a uma intervenção de requalificação. Foi também instalada uma exposição permanente que explica a relação entre os quatro espaços que constituem o Museu da Água – dos quais dependia o abastecimento da água à cidade de Lisboa: Aqueduto das Águas Livres, Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras, Reservatório da Patriarcal e Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos. A exposição permanente do Museu, o único galardoado com o Prémio do Conselho da Europa, dá também a conhecer a história, ciência, tecnologia e sensibilização ambiental relacionadas com o tema. Classificada como Conjunto de Interesse Público em 2010, a Estação foi inaugurada a 3 de Outubro de 1880 com a função de aumentar o volume de água fornecida à cidade e é constituído por quatro máquinas a vapor que funcionaram até 1928.

Recorde-se que a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos foi o cenário do Editorial de Moda da Fora de Série de Dezembro passado (foto em baixo) e é visitável na Rua do Alviela, 12, de terça a sábado, das 10h às 17h30. CSB

 




Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014
02.10.2014 - Por Fora de Série, às 11:28

 

Criada em 1914, a multinacional Puig é ainda hoje uma empresa familiar. A sua história de 100 anos já abrange três gerações da família espanhola. Foi Antonio Puig Castelló, o seu fundador, que ultrapassou muitas adversidades, que poderiam ter feito qualquer outra pessoa desistir, e que teve a visão para lançar uma empresa inovadora especializada em cosmética e perfumes. Assim como a Chanel, que apresentou o seu perfume icónico “Nº5” em 1922, também a Puig, no mesmo ano, lançava um batom com o seu próprio cunho, “Milady”. Foi a segunda geração que iniciou a expansão da empresa para além da fronteira espanhola . A terceira geração continuou essa mesma linha de expansão internacional, assegurando, ao mesmo tempo, a aquisição de importantes marcas como a Ninna Ricci. Vale a pena conhecer a história daquela que é hoje em dia uma marca global, presente em mais de 140 países. Uma história que começou com um naufrágio (e aí mesmo poderia ter acabado).