Terça-feira, 9 de Junho de 2015
09.06.2015 - Por Fora de Série, às 18:07

505-Stephen_Urquhart_Eddie_Redmayne__Dan_Stevens.J

 

A Omega mudou-se para Londres por uma noite para apresentar actor Eddie Redmayne como novo embaixador. E no pulso trazia um relógio de excepção. Eddie Redmayne junta-se assim a George Clooney, Nicole Kidman, Daniel Craig e Zhang Ziyi, completando um elenco de embaixadores relativamente pequeno mas de verdadeiro luxo. Redmayne, entre muitos outros prémios, ganhou um “Tony Award” de melhor actor (de teatro) em 2010 e o “Oscar” de 2015 pelo seu papel em “A Teoria de Tudo”.

 

CO_Globemaster_fuite_130.33.39.21.03.001.jpg

 

A apresentação decorreu de uma forma bastante discreta – há eventos que não precisam de barulho para serem falados –, uma cerimónia íntima mas muito VIP no restaurante londrino Quaglino’s em Mayfair onde, para além do presidente da Omega Stephen Urquhart e de Eddie Redmayne, estiveram presentes outros actores ingleses como Dan Stevens (“Downtown Abbey”) ou Chiwetel Ejiofor  (“12 Anos Escravo”). Na cerimónia, tanto o presidente da Omega como o novo embaixador escolheram apresentar o novo Omega Globemaster, o relógio que apresenta o calibre 8900 que a Omega classifica “só” como o seu movimento mais avançado de sempre. De facto é o primeiro relógio a ser submetido a uma nova certificação relojoeira – com uma bateria de testes mais apertada – chamada “METAS”. E quem gosta de relógios vai gostar de saber que os resultados individuais de cada relógio submetido ao teste são guardados ‘online’ e o dono pode sempre consulta-los para ver como se saiu o seu. BL




Segunda-feira, 25 de Maio de 2015
25.05.2015 - Por Fora de Série, às 13:34

image002 (1).jpg

 

Vão esta semana a leilão 23 obras de Júlio Pomar, incluindo "O Almoço do Trolha", a mais importante obra do neo-realismo em Portugal. E este é apenas um dos 565 lotes que o Palácio do Correio Velho leva à praça. Durante o dia de hoje, poderá passar pelo Palácio do Correio Velho, entre as 15h e as 20h para visitar as obras escolhidas para o leilão de Maio, presentemente em exposição. Este irá decorrer nos dias 27 e 28, pelas 19h30. Entre 565 lotes, a casa leiloeira destaca as 23 obras do pintor Júlio Pomar, nomeadamente “O Almoço do Trolha”,  uma das obras mais emblemáticas e representativas do neo-realismo em Portugal.

Ainda na área da pintura, dos 138 lotes escolhidos são de notar os nomes de artistas consagrados como Eduardo Viana, José Lima de Freitas, Nadir Afonso, Paula Rêgo, Sá Nogueira, Eduardo Batarda, Carlos Botelho, Artur Bual, Cargaleiro, Columbano e Costa Pinheiro. Destacam-se também outras peças como a escultura de Diana, Deusa da Caça, em mármore de Estremoz e o Relógio Inglês Jorge III de Stephen Rimbault.

Pode consultar o catálogo completo no ‘site’ do Palácio do Correio Velho. CLM




Sábado, 23 de Maio de 2015
23.05.2015 - Por Fora de Série, às 18:01

CarolinaHerreraVogueWho%27sOnNextFashion.jpg

 

Carolina Herrera foi esta semana homenageada, na 4ª edição da cerimónia Vogue Who’s On Next, em Madrid. Através deste prémio, o Vogue Fashion Fund distingue jovens talentos da indústria da moda, ao mesmo tempo que presta homenagem a ‘designers’ consagrados. A criadora venezuelana radicada em Nova Iorque recebeu o distinção de “Ícone de Moda 2015”, entregue pelas mãos do grande Mario Testino, em reconhecimento da sua trajectória, contributo e influência no mundo da moda. CLM




Quarta-feira, 29 de Abril de 2015
29.04.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

 

Marcel_Wanders_portrait.png

 

A Vista Alegre, em parceria com o consagrado designer holandês Marcel Wanders, vai  estrear um novo design, com o lançamento de novas colecções durante cinco anos.

A marca de porcelanas centenária apresentará novas linhas que misturam padrões, com cores únicas e relevos, numa aliança entre as tradições e o saber da Vista Alegre com a visão futurista de Wanders.  

Mas vai ser necessário esperar uns meses para ver, já que a primeira colecção só será apresentada em Janeiro de 2016, na Maison & Object, em Paris. As criações de Marcel Wanders estarão à venda nas lojas Vista Alegre Atlantis e representantes da marca em todo o mundo. CSB

 




Sexta-feira, 17 de Abril de 2015
17.04.2015 - Por Fora de Série, às 11:32

Lunch-Box-1.gif

É o que se pode chamar de “almoçar com estilo e à portuguesa”. A “Lunch Box” é uma lancheira de cortiça, desenvolvida pelos alunos de design da NABA - Nueva Academia Belle Arti di Milano, em parceria com a Corticeira Amorim. Concebida de acordo com princípios sustentáveis, como a redução de desperdícios durante a produção, recorre ao uso da cortiça, material que assegura um grande isolamento e é 100% reciclável.

Para além da “Lunch Box”, a Corticeira Amorim participa ainda em mais duas iniciativas na “Milan Design Week” (a decorrer até 19 de Abril): Exit, um sistema de revestimento de paredes ou pisos que conjuga cortiça, terracota e mármore com terra crua, desenvolvido por StudioIrvine para MatteoBrioni; e uma exposição de homenagem a James Irving, que inclui dois projectos do conceituado designer para a Corticeira portuguesa. CSB




Quinta-feira, 16 de Abril de 2015
16.04.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

 

Sam-Baron-e-Topázio-HR-(1).gif

 A Topázio foi escolhida pelo designer Sam Baron para criar cinco peças de prata que serão apresentadas na exposição “Handmade”, em Milão, na sequência de um convite que a “Wallpaper Magazine” dirigiu a Baron.

O convite surgiu na sequência da participação do designer francês na colecção comemorativa dos 140 anos da Topázio, momento em que Baron teve oportunidade de conhecer a fábrica, em Gondomar, e a história centenária da marca que serviu famílias reais. E foi precisamente nessa visita que nasceu a inspiração para a colecção, com linhas geométricas, minimalistas, que se conjugam com ornamentos tridimensionais que casam estilos como o Napoleónico, D. João V e ‘Art déco’.

Sam Baron tem no curriculo marcas como Louis Vuitton, Vista Alegre, L'Óreal, Benetton e Dinh Van, e colabora com a Ligne Roset, Christofle, entre outras. E prémios como o “Grand Prix de la Création de la Ville de Paris”, o “Silver Cuve” do New York Art Director Club, e o “Yellow Pencil”, do London Art Director Club. Foi também apontado por Philippe Starck como um dos mais importantes designers desta década. Actualmente é responsável pelo departamento de design da Fabrica, o centro de comunicação e pesquisa da Benetton, em Treviso.

A exposição “Handmade” organizada pela revista britânica Wallpaper estará patente até ao dia 18 de Abril, em The Wallpaper Arcade, via San Gregorio, em Milão. E a entrada é livre. CSB

 




Quinta-feira, 9 de Abril de 2015
09.04.2015 - Por Fora de Série, às 18:41

SPAR_BMU_MW_WDP_Hip_Flo_1200_1.gif

 

Pode o objecto símbolo da libertação feminina receber um prémio de design? Não só pode como o soutien Magic Wire, da Triumph, acaba de vencer o prémio Red Dot, de entre cerca de 5.000 participações em representação de 56 países. O presidente e fundador dos prémios, o professor Peter Zec, justificou a escolha do produto pelo design inovador capaz de transformar a experiência de usar um soutien. Na prática, a explicação está na substituição do aro de metal por uma pequena peça de silicone que proporciona o mesmo suporte mas maior conforto.

Os Red Dot são um dos mais conceituados prémios internacionais na área do design e um selo de excelência. A Triumph acrescenta o nome à galeria de premiados onde se encontram marcas como a Nike, Panasonic, Bosch e Volkswagen. Quanto ao premiado suporte feminino, pode ser encontrado em lojas da marca ou neste site, que promete ajudar na escolha do modelo ideal. CSB

 

 




Quarta-feira, 25 de Março de 2015
25.03.2015 - Por Fora de Série, às 19:00

pf_VAA2014-0253.jpg

 

O serviço “Orquestra”, da Vista Alegre, foi recentemente galardoado com o prémio internacional de design da revista Wallpaper na categoria “Best coffee and cake”. Fruto da aposta da marca portuguesa de porcelanas num património projectado para o futuro, no design de referência, na modernização e na inovação técnica, “Orquestra” é um serviço de mesa que joga com diferentes padrões de linhas geométricas, procurando recriar de uma forma visual aquela mesma complexidade harmoniosa que encontramos nos ritmos musicais de uma sinfonia. Este serviço foi concebido pelos designers libaneses David Raffoul e Nicolas Moussallem, no âmbito do projecto ‘ID Pool’, uma residência artística para jovens designers nacionais e internacionais promovida regularmente pela Vista Alegre. IQ




Terça-feira, 17 de Março de 2015
17.03.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Topázio_Porta-Cartões-Gravada.gif

 

A Topázio dá-lhe oportunidade de surpreender o pai no dia dele com um presente verdadeiramente personalizado. É especial e prova como se importou. A centenária marca portuguesa está a oferecer um serviço de personalização de porta-cartões, que pode incluir qualquer tipo de mensagem, como, por exemplo o nome dos filhos, uma frase emblemática ou até um desenho. É uma boa forma de tornar uma ferramenta de trabalho numa peça elegante e cheia de criatividade e insere-se numa tendência internacional onde a personalização dos produtos é cada vez mais importante.

 

Dia-do-Pai.gif

 

Neste caso, ainda por cima, o serviço de personalização é totalmente grátis, sendo que o porta-cartões está disponível numa versão de prata, a um custo de 178 euros, ou de banho de prata, a 83 euros. Qualquer um está disponível nos dois espaços da marca, em Lisboa e Gondomar, e nos 800 pontos de venda distribuídos pelo país. Como o tempo de entrega é de dois dias, está bem a tempo de dar asas à imaginação. CLM




Segunda-feira, 2 de Março de 2015
02.03.2015 - Por Fora de Série, às 16:08

Quarto.gif

 

A arte urbana dá o salto para dentro de casa. Dizem que a maior galeria de arte do mundo é a rua. Daí à ideia de transportar algumas destas obras para dentro de casa foi um passo. Um passo dado pela Urban Art, um site recentemente aberto no qual os potenciais clientes podem encontrar vários exemplos de obras de artistas nacionais (maioritariamente) ou estrangeiros. Depois, é só escolher o preferido e marcar uma visita a sua casa - porque é em sua casa que terá início o processo criativo. Daqui resulta, mais do que uma obra original, uma obra pensada exclusivamente para si e para o seu espaço. No fundo, se pensarmos bem e salvaguardarmos as devidas distâncias, foi o mesmo que Michelangelo fez quando pintou os frescos da Capela Sistina.

 

wc2.gif

 

Naturalmente que quem diz “sua casa” diz “sua empresa”, já que todo este processo faz tanto sentido para clientes empresariais como particulares. É mesmo uma tendência crescente no design de interiores contemporâneo, como pode, a título de exemplo, ser observado no Centro Comercial Allegro, em Setúbal, onde o mural “O Rapaz dos Pássaros” de Sérgio Odeith foi considerado como um dos melhores graffitis do mundo o ano passado. BL

Tags: ,



Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2015
06.02.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

UX305_black-Left-Open135.gif

Chegou o Asus ZenBook UX305, o portátil de 13,3 mais fino do mundo. As empresas de tecnologia gostam de se gabar destes feitos: “O mais fino do mundo”, “o mais leve”, “o mais poderoso”… Mas o facto é que o novo Asus, para além do título, tem muitos e fortes argumentos para quem procura um novo portátil. A começar pelo facto de ser um dos primeiríssimos computadores a chegar ao mercado com os novos processadores da linha Core-M da Intel, que permitem laptops sem ventoinha, logo muito mais silenciosos. No caso, e visto que tem memória SSD, por oposição aos tradicionais “gira-discos” HDD, o ZenBook UX305 é mesmo ultra silencioso. O ecrã touchscreen de 13 polegadas consegue também a impressionante resolução de 3200x1800 pixéis, muito para lá da alta definição. 

 

UX305_black-Left-Back-Open45.gif

 

Quanto ao design, e para lá da referida espessura mais fina que é de 12,3 mm, já agora, é um dos mais bonitos e luxuosos do mercado. Ainda por cima o chassis é em alumínio o que lhe confere uma maior resistência e durabilidade. O peso também não está nada mal para um computador que se quer ultra portátil (1,2 kg) nem a autonomia de bateria (10 horas). Por outro lado, não se compreende a inexistência de um teclado retro iluminado, o que se pode tornar um problema em condições de fraca luminosidade, ainda por cima num computador que se quer ‘premium’. Existem algumas hipóteses de personalização, nomeadamente ao nível das características técnicas – mais ou menois memória, etc – que vão interferir no preço final, mas, de base, o Asus tem um preço de 999 euros. BL




Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015
27.01.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

BR03-92-Festival-Automobile - l.png

 A Bell & Ross acaba de lançar um relógio exclusivo, limitado a 30 peças, para celebrar os 30 anos do Festival Internacional do Automóvel, de Paris.

 O “BR03 Festival Automobile International” baseia-se na versão 92, em aço, do icónico modelo BR 03, com caixa de 42 mm e data às quatro e meia. O aço é revestido a PVD para dar um acabamento preto mate, ligando à bracelete em borracha, preta também. Salta à vista o vermelho brilhante do ponteiro dos segundos e o logo do festival, às seis horas.

O Festival Automóvel Internacional de Paris, que se realiza todos os anos por esta altura no majestoso cenário do Hôtel des Invalides, não é o típico salão automóvel. Mais do que uma montra – estão poucas viaturas expostas – aqui procura-se homenagear a beleza do design automóvel e tudo o que lhe está associado. Assim, a concurso estão o mais belo automóvel do ano, o mais belo superdesportivo do ano (podem não ser o mesmo) ou o melhor ‘concept car’ do ano; para além de outros prémios como o melhor design interior, o melhor anúncio ou a melhor contribuição para o ambiente.

Bell & Ross BR 03 Festival Automobile Internationa

 Já a ligação da Bell & Ross ao festival tem tanto de longa como de profícua. Ainda o ano passado foi o local escolhido pela marca de relógios para apresentar a sua B-Rocket, uma moto conceptual, misto de avião, e cabe, este ano como em edições anteriores, a Carlos Rossilho, CEO da marca, a honra de apresentar a Palma de Ouro. Por isto esta edição especial tem tanto de simples como de genuína.

O “BR03 Festival Automobile International”, movimento automático, limitado a 30 unidades, está disponível apenas no salão ou na e-boutique da Bell & Ross, por um preço de 3 200 euros. A partir de hoje, data da inauguração do festival. BL




Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2015
08.01.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

pj-phono-elemental-red.jpg

 

O vinil recusa-se a morrer. Só no último ano, as vendas chegaram quase ao milhão e meio de unidades no Reino Unido. Nos Estados Unidos, ultrapassaram as cinco milhões ainda no ano anterior. Os puristas salientam o calor da experiência, começando pelo som da agulha a tocar no disco, com sendo incomparavelmente mais satisfatória do que qualquer coisa em formato digital. Têm razão mesmo que, no papel, a qualidade áudio do digital seja sempre superior à do analógico. Some-se a experiência visual, já que os gira-discos, em si, são objectos lindíssimos e um prazer de contemplar.

Este Pro-ject Elemental – uma marca inglesa que surgiu com esta nova tendência e tem ganho inúmeros prémios – enquadra-se perfeitamente nesta categoria visual. Está muito bem construído e nem descura as novas tecnologias, vem com uma entrada USB para que possa transpor a sua biblioteca vinil em formato digital e ouvir no carro, avião ou no ginásio.

Como o preço de 288 euros também é muito simpático, só nos resta mesmo acrescentar: gira o disco, que gira muito bem. BL




Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014
18.12.2014 - Por Fora de Série, às 13:30

 

A Herdade do Esporão lançou a sua própria agenda para 2015. Uma edição limitada da designer portuense Madalena Martins, feita à mão a partir de materiais reciclados.

Sobras de rótulos, jornais “Esporão”, antigos catálogos de produto, ementas do restaurante da Herdade. São estes, entre outros desperdícios, os materiais que dão rosto, cor e forma às capas das novas agendas para o próximo ano do produtor de vinhos e azeites do Alentejo e Douro. Um projecto que foi buscar inspiração ao universo da tapeçaria alentejana e que se assume como um encontro entre criatividade e responsabilidade social e ambiental, valores também eles de inspiração para o novo ano que se aproxima.

 

EsporaoAgenda2015.jpg

 

Ao todo, somam-se 300 agendas, cada uma delas numerada, única e exclusiva e todas elas resultado do trabalho manual de reclusos e utentes da oficina de reinserção do Gabinete de Atendimento à Família.

As novas agendas para 2015 do Esporão estão à venda na loja do enoturismo da Herdade. IQ

Tags:



Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2014
15.12.2014 - Por Fora de Série, às 13:30

Damien-Hirst-Xylosidase-displayed-on-TV.gif

 

O negócio da Arte rendeu-se ao digital. Se procura uma peça para a sua empresa ou um presente de Natal diferente, a S Edition é uma galeria que oferece obras de grandes artistas mundiais, em modo digital. Damien Hirst, Mat Collishaw, Ryoji Ikeda, Jenny Holzer, Wim Wenders, Bill Viola, Yoko Ono ou Tracey Emin (a lista é gigante), são alguns dois artistas cujas obras estão representadas pela S Edition. Nalguns casos com peças exclusivas, feitas propositadamente para explorar todas as potencialidades que este meio permite.

O modo de funcionamento até é bastante simples. Basta visitar o site, se gostar de alguma obra pode registar-se e comprar. Recebe então um certificado de autenticidade enquanto a sua obra fica guardada num "cofre" (que na verdade é um servidor de alta segurança) ao qual pode depois aceder via Internet. A obra é tão sua que pode até revendê-la, através da S edition, numa área de ‘trade’ criada para o efeito.

RyojiIkeda_A-Single-Number-displayed-on-a-smart-ph

A Ideia é tirar partido não só da ubiquidade da internet como dos sempre omnipresentes ecrãs. No ‘tablet’, no ‘smartphone’, no computador ou na televisão, vivemos rodeados por ecrãs, com cada vez melhores resoluções e preços mais acessíveis. Outra vantagem é a flexibilidade, já que os ecrãs não necessitam de ser dedicados exclusivamente a este propósito. E ao contrário de um quadro, numa parede, também não precisa de mostrar sempre a mesma peça. Com a Sedition, alguns trabalhos são de imagens estáticas, que já têm todo um mundo de diferença para a pintura, mas a maioria das obras são vídeos.

Quanto aos preços, dependem obviamente do artista e da sua exclusividade (isto é, do número de cópias pois nunca são obras únicas), mas pode ter a enorme surpresa de possuir um Damien Hirst por apenas 10 euros. BL