Segunda-feira, 31 de Março de 2014
31.03.2014 - Por Fora de Série, às 18:08

O mais recente projecto de Jacques Bec e Artur Miranda chama-se Oitoemponto Art & Antiques e aborda uma nova área de negócio que engloba as funções de ‘art buying’ e de gestão e revenda das obras, quer em projectos desenvolvidos pelo atelier de arquitectura e ‘design’, quer noutros. 
E é na próxima edição da Feira de Arte e Antiguidades de Lisboa, que decorrer de 5 a 13 de Abril na Cordoaria Nacional em Lisboa, que o Oitoemponto Art & Antiques se apresenta. Uma arandela em esmalte de Itala Dela Mana – encontrada num apartamento concebido por Dela Manna em 1959 –, um candeeiro de mesa em cerâmica de edição executado por Bruno Gambone, em 1988, e com edição limitada, um armário ‘mid-century’ em madeira de carvalho com detalhes tipo mosaico produzido pela Lane Furniture ao estilo de Paul Evans, são algumas das peças que a Oitoemponto levará ao certame.

Este evento, organizado pela Associação Portuguesa dos Antiquários, reúne várias galerias de arte e ‘design’ e antiquários. A edição deste ano vai contar também com provas de vinhos, um restaurante da responsabilidade do ‘chef’ Francisco Amado e grupos musicais de ‘Blues’, ‘Indie’ e outros estilos. CSB




31.03.2014 - Por Fora de Série, às 15:40

 

Tudo começa com uma brochura. Com o folhear de uma brochura. Valérie Mrejen, romancista, artista e videógrafa recebe em mãos o ‘booklet’ da Hermès. Neste pequeno livro sazonal revelam-se as propostas de pronto a vestir concebidas por Christophe Lemaire para a Primavera-Verão 2014.

As imagens enchem o olho. Belas fotografias da autoria de Zoe Ghertner que convidam à evasão. A imaginação parte ao seu encalço e assim se constrói uma nova história condensada num pequeno filme inspirado no “vestiaire” estival da marca. Um passeio policromático e florido que marca a segunda colaboração ‘carta-branca’ de Mrejen para “Les Ailes d´Hermès”. IQ

Tags:



Sexta-feira, 28 de Março de 2014
28.03.2014 - Por Fora de Série, às 16:24
 

A partir de hoje é possível ficar a saber tudo sobre o mundo do café. No Centro de Ciência do Café – uma área de 3426 m2, em Campo Maior – é revelado todo o processo, desde o cultivo à torra, ao reconhecimento dos cheiros, os mitos, as histórias com as naus portuguesas, o contrabando entre Portugal e Espanha, e muitas outras histórias.

Da responsabilidade da Associação do Centro de Ciência do Café, presidido pelo Comendador Rui Nabeiro, inclui estacionamento, acolhimento e recepção, sanitários, loja, bar/cafetaria, biblioteca, um auditório com 125 lugares sentados e um espaço para promoção de exposições temporárias, e também uma estufa. Aberto ao público de terça-feira a sábado, das 10h00 às 17h00, de 1 de Outubro e 14 de Fevereiro (horário de Inverno); e das 10h00 às 18h00 entre 15 de Fevereiro e 30 de Setembro (horário de Verão). Nos Domingos e feriados poderão ser feitas visitas, mediante pré-reserva, com o mínimo de 48 horas de antecedência. Os bilhetes têm um custo de cerca de seis euros; as crianças até aos cinco anos não pagam e o bilhete de família ronda os 10 euros. CSB




28.03.2014 - Por Fora de Série, às 15:37
 

A Porsche não é só uma marca de carros. Há muito que tem uma linha de vestuário e acessórios para os seus fãs. E acaba de dar um passo de gigante nessa área de negócio: a Porsche Design inaugurou recentemente a sua maior loja em todo o mundo, em Milão, na famosa Via Spiga.
Com mais de 400 metros quadrados e dois pisos, a marca expandiu o pronto-a-vestir para homem e mulher, bem como a sua ampla gama de acessórios. E a abertura da loja em Milão não é apenas simbólica pelo tamanho, mas por ser também uma homenagem a Itália, onde a maioria das carteiras de pele e dos sapatos da marca é produzido.
Em 2013, a Porsche Design apresentou um crescimento de 20% no seu volume de negócios em relação a 2012, atingindo um total de 75,5 milhões de euros. A empresa tem já 30 lojas monomarca e está presente em 123 multimarcas no mundo inteiro. Por ocasião da inauguração em Milão, a marca garantiu que quer duplicar o número de lojas até 2018. JM




28.03.2014 - Por Fora de Série, às 14:17

 

Já é conhecida a vencedora do prémio “Veuve Clicquot Melhor Chef Mulher do Mundo” que, este ano, será atribuído à brasileira Helena Rizzo do Restaurante Mani, em São Paulo. A ‘chef’, que no ano passado já tinha conquistado o galardão de “de Melhor Chef Mulher da América Latina”, tem uma história curiosa já que foi por mero acaso que foi parar ao universo da gastronomia.

Empenhada em seguir a carreira de manequim, Rizzo foi viver para São Paulo aos 18 anos onde, por uma questão de subsistência, começou a trabalhar nas cozinhas em ‘part time’. Da necessidade nasceu a paixão e, passado pouco tempo, punha de lado a ‘passerelle’ para se dedicar a tempo inteiro a esta vocação recém-descoberta. Ao longo do seu percurso, trabalhou com alguns dos gurus da cozinha brasileira, como Emmanuel Bassoleil, Luciano Boseggia e Neka Barreto tendo passado dois anos à frente da cozinha de Na Mata Café, em São Paulo. Seguidamente, partiu para a Europa, tendo passado por Itália e Espanha, nomeadamente pelo El Celler de Can Roca, em Girona, que actualmente encabeça a lista dos “50 Melhores Restaurantes Do Mundo”. Em 2006 abria o Mani, um projecto a meias com o marido, onde as práticas culinárias e os ingredientes tradicionais do Brasil se conjugam com as técnicas modernas e se temperam com uma pitada de influência espanhola.

 

 

O prémio “Veuve Clicquot de Melhor Chef Mulher do Mundo”, que pretende celebrar o talento feminino num universo que continua a ser dominado por homens, será entregue a Helena Rizzo durante a cerimónia dos galardões dos “50 Melhores Restaurantes do Mundo”, que decorre em Londres no próximo dia 28 de Abril. IQ 

 

Tags:



28.03.2014 - Por Fora de Série, às 11:35

O “Step Set, by Rui Paula” é uma edição especial da “Chefs’ Collection” da Vista Alegre e traduz-se numa composição de dois pratos com um ‘design’ que permite o empratamento de forma criativa. E vem acompanhado por um livro de receitas da autoria do conceituado ‘chef’, responsável pelos restaurantes DOP e DOC, no Porto, e júri do programa de televisão “Masterchef Portugal”. Está à venda apenas até ao final de Abril na loja 'on-line' da Vista Alegre e tem um custo de 50 euros. CSB




Quinta-feira, 27 de Março de 2014
27.03.2014 - Por Fora de Série, às 17:29

O “Auto da Alma” é uma das obras míticas de Almada Negreiros. E vai na próxima segunda-feira, 31 de Março, a leilão na galeria de arte portuense P55.
Depois de um leilão onde a obra de Joana Vasconcelos esteve em destaque, desta vez é tempo de recuar no tempo para o trabalho de um português igualmente notável rodeado de obras de Paula Rego, Dalí ou Cargaleiro. Estão reunidas as condições para um leilão que está já "exposto" em loja, desde a sexta-feira passada.
A procura por pinturas e esculturas conceituadas insere-se na estratégia assumida por Aníbal Pinto de Faria, CEO da P55, de conseguir reunir na ‘artstore’ peças de qualidade e muito procuradas. “Não poderíamos estar mais satisfeitos com o trabalho que temos vindo a desenvolver e com o retorno das pessoas. É nesta linha que queremos continuar a trabalhar, indo ao encontro das expectativas de todos os que procurem mais arte para a sua vida”, diz Aníbal Pinto de Faria.
Além das obras referidas, este leilão traz ainda Henrique Medina, peças de referência da Ourivesaria Reis, uma mesa de encostar do século XVIII, cujo recorde de venda se situa nos 200.000 euros, mobiliário Império, uma pintura de referência de Joaquim Lopes, mobiliário inglês e porcelana. Tudo em exposição na loja até ao dia do leilão, entre as 10h e as 21h. JM




27.03.2014 - Por Fora de Série, às 16:34
 

É cantor, compositor, produtor musical, baterista e ‘designer’. Recentemente nomeado para os Óscares e vencedor de vários Grammy Awards, Pharrell Williams acaba de firmar uma parceria com a Adidas. As primeiras peças com assinatura do artista estarão à venda já no Verão de 2014. É a primeira vez que a Adidas se une a um ‘designer’ que é também dono de uma empresa têxtil, a Bionic Yarn, especializada na produção a partir de plásticos usados. Desta forma, a marca irá colaborar com o projeto "Vortex",  uma iniciativa com a “Parley for the Oceans”, que transformará detritos de plástico dos oceanos em fios e tecidos. A Bionic Yarn será co-autora de alguns dos produtos da colecção Adidas Originals X Pharrell. CSB




27.03.2014 - Por Fora de Série, às 15:07
 

O reconhecido ‘chef’ britânico com uma Estrela Michelin, Marc Fosh, vai estar no Algarve. É já este sábado, dia 29 de Março, que Fosh promete surpreender os convidados com quatro pratos de fusão mediterrânea no restaurante “Pescador”, do Sheraton Algarve Hotel & Pine Cliffs Resort. Os clientes podem esperar sabores e texturas inesperadas, como maçã verde e funcho, robalo assado com salsa, alcaçuz e anchovas, ‘sorbet’ de cereja e água das rosas, entre outros. Um serviço exclusivo e limitado a um máximo de 60 pessoas, com harmonização de vinhos incluída e a presença do 'chef' na introdução dos pratos.

Marc Fosh é um apaixonado confesso pelos produtos do sul da europa e foi o primeiro 'chef' britânico a ser distinguido com uma Estrela Michelin em Espanha, onde vive desde 1991, e onde é proprietário dos restaurantes “Simply Fosh” e “Misa Braseria”.

O jantar tem um custo de 69 euros, com vinhos incluídos, e tem início às 19h30 com um ‘cocktail’ de boas-vindas. As reservas deverão ser feitas pelo telefone 289500100 ou através do 'e-mail'. O evento “Cooking Through Generations” é organizado pelo quarto ano consecutivo pelo Sheraton Algarve Hotel & Pine Cliffs Resort. CSB




27.03.2014 - Por Fora de Série, às 12:44

 

É um inédito e prolonga-se apenas por 48 horas. A loja londrina da Prada, em Sloane Street, oferece hoje e amanhã às suas clientes a possibilidade de personalizarem um par de sapatos por um preço de entrada de 500 libras – 600 euros, aproximadamente.

Este serviço, que recebeu o nome de “Made To Order Décolleté”, permite escolher desde o estilo do sapato aos materiais, passando pela cor ou pela altura do salto sendo mesmo possível mandar gravar as iniciais da cliente, em dourado, mesmo ao lado do logotipo da marca. Depois, é só esperar um mês para receber os novos sapatos, inteiramente personalizados. É pegar ou largar! IQ 

 

 

 

Tags:



27.03.2014 - Por Fora de Série, às 11:34
 

A imobiliária de luxo Sotheby's International Realty vai alargar a sua zona de acção ao Porto e a Lagos, com a abertura de dois escritórios até ao final do ano. Gustavo Soares, director geral da empresa em Portugal, adiantou ontem, num encontro com jornalistas, no Porto, que "a expansão para esta cidade é prioritária". Este plano de aberturas faz parte do plano estratégico da empresa que pretende "no prazo de quatro a cinco anos atingir 12 escritórios em Portugal”. “O nosso objectivo é crescer de forma sustentada", reforçou o director- geral. Presente em Portugal desde 2007, a Sotheby's tem actualmente quatro escritórios em Lisboa, Estoril, Paço de Arcos e Vilamoura.
Gustavo Soares adianta: "Prevemos investir cerca de 200 mil euros por escritório, excluindo o imóvel que regra geral é arrendado e que deve ter perto de 200 metros quadrados". Com estas aberturas, a Sotheby's deverá contratar mais 60 pessoas, cerca de 30 para cada escritório.

 

 

A empresa fechou o exercício de 2013 com 51 imóveis vendidos totalizando um volume de vendas a clientes estrangeiros no montante de 38,5 milhões de euros, por um valor médio de 755.841 euros. Os compradores foram maioritariamente ingleses, franceses, do Médio Oriente e brasileiros que optaram pela linha do Estoril, Sintra, Lisboa e Algarve. O director-geral da imobiliária de luxo destaca ainda que os "clientes do médio oriente vieram sobretudo atrás dos vistos dourados". E adianta que, apesar desses clientes terem representado cerca de 15% na facturação da empresa, "este não é o nosso cliente alvo".
A maior concorrência às casas portuguesas vem de países como a Croácia, Espanha, Itália, sul de França e Grécia. Mas Gustavo Soares destaca que a atractividade de Portugal resulta de aspectos como "a segurança e as infra-estruturas e ainda aspectos como o clima e a hospitalidade". Elisabete Felismino




Quarta-feira, 26 de Março de 2014
26.03.2014 - Por Fora de Série, às 18:46
 

No Verão a palavra de ordem é saladas, frutas e tudo o que tenha poucas calorias. Mas não é essa a senha de um ‘chef’, muito menos a sua preocupação. Vitor Cardoso e a sua equipa apostaram em ingredientes tradicionais da gastronomia portuguesa, de forma a agradar aos gostos variados dos clientes do restaurante do Vintage Hotel Lisboa. E é por isso que o desfile de opções, apresentadas a partir de 1 de Abril, constituem uma verdadeira tortura psicológica para o Verão. No bom sentido, entenda-se.

E leia-se já a seguir algumas das sugestões: Escalope de ‘foie’ com ‘chutney’ de ruibarbo e vinho do Porto ou sopa fria de couve-flor com peras bêbadas e amêndoa laminada, duas alternativas entre cinco entradas e três sopas. Um robalo com feijoada de mexilhão e algas marinadas, ou frango recheado com ‘mozarella’ e manjericão com migas de tomate, são talvez das opções mais “substanciais”. Mas há mais: bacalhau confitado com todos, arroz de pato, corvina com malandrino de ostra e limão, leitão assado com batata ‘chips’ e esparregado de grelos, risotos – de açafrão com tempura de legumes ou de coco e vieiras com crosta de caril – ou ‘chao min’ de legumes ou de camarão.

 

 
Para arrumar de vez com o palato, uma mousse de chocolate com gelado de morango, ou uma ‘tartelete’ de pêssego com gelado de baunilha, encharcada de ovos com gelado de limão, ou semifrio de ananás, coco e maracujá. Uma coisa é certa, ninguém pode acusar o ‘chef’ Vitor Cardoso de umas gramas a mais. Afinal, a função dele não é refrear o palato, mas sim satisfazê-lo. Na Rua Rodrigo da Fonseca, nº 2, em Lisboa. CSB
 

Tags:



26.03.2014 - Por Fora de Série, às 17:59

 

Olheiras, papos ou círculos escuros debaixo dos olhos estão, sem dúvida, no topo da lista das preocupações de qualquer mulher que pretende uma maquilhagem perfeita. E como disfarça-los? Eis uma pergunta pertinente para a qual, até agora, não parece ter surgido uma resposta inteiramente satisfatória. Ou então, talvez sim...

O problema que se coloca geralmente é que se o corrector tem a textura necessária para disfarçar estas olheiras ou círculos, o resultado é um acabamento demasiado espesso que arruína qualquer tentativa para conseguir aquele visual muito natural que parece ser a tendência desta Primavera.  

De acordo com a equipa de cientistas da Shiseido estes círculos escuros que surgem debaixo dos olhos não têm apenas a ver com o cansaço ou com a falta de sono mas, também e sobretudo, com a quantidade de oxigénio no sangue. Quando a oxigenação é elevada estes círculos tornam-se avermelhados e quando é insuficiente os mesmos surgem azulados ou arroxeados. Uma análise comparativa das tonalidades que temos debaixo dos olhos e nas maçãs do rosto levou estes mesmos cientistas a uma descoberta curiosa. É que, seja qual for a etnia de origem, o ser humano tem menos pigmentos vermelhos e amarelos sob os olhos do que em qualquer outra parte do rosto. E da falha, nasceu a solução: o “Sheer Eye Zone Corrector”. 

 

Eficaz tanto como corrector quanto como iluminador, este novo produto da Shiseido prima acima de tudo pela sua ligeireza. O segredo é simples já que a ideia não passa por disfarçar as olheiras ou os círculos com uma espessa camada de corrector mas sim compensar a sua falta de pigmentação com as duas tonalidades que lhes faltam. E adeus olheiras!

O “Sheer Eye Zone Corrector” foi lançado no mercado em seis tonalidades diferentes que se ajustam aos vários tons da pele e conta com um aplicador ergonómico , um pequeno pincel incorporado na ponta de um tubo doseador que permite ajustar o traço consoante o efeito pretendido. E é para usar e abusar, é claro. IQ 

 

Tags:



26.03.2014 - Por Fora de Série, às 17:22
 

“Emprise”. Assim se chama a nova colecção de relógios e jóias da Louis Vuitton. Num único plano-sequência, Raphaël Gianelli-Meriano, realizador, conduz-nos numa viagem pelas raízes parisienses da ‘maison’, através das arcadas do Palais Royal e de salões aristocráticos.  

A colecção vai estar disponível a partir de 1 de Abril, em pré-lançamento na loja da Place Vendôme, e a partir de 2 de Maio em todo o mundo. CSB




26.03.2014 - Por Fora de Série, às 16:30
 

Os mexilhões são a estrela da companhia na Moules & Co. Oriundos do Algarve e de Espanha, casam com gins ou com cervejas, dependendo do local – o Moules & Gin, em Cascais, ou o Moules & Beer, em Campo de Ourique. Abertos desde 2013, começam hoje uma série de iniciativas. As quartas-feiras serão de ‘workshops’. Cinco de gins e igual número para as cervejas, alternados, ora em Cascais, ora em Lisboa, e ministrados por formadores certificados, seguidos de uma degustação. Decorrem das 18h00 às 20h00.

E a ‘happy hour’, agora que a Primavera já chegou e o sol se põe cada vez mais tarde, no Moules & Beer acontece das 17h00 às 19h30, de domingo a sexta; no Moules & Gin, em igual horário, excepto às segundas-feiras. 

As inscrições são obrigatórias e poderão ser feitas através do telefone 960432220 ou do 'e-mail'. CSB 

 

Tags: