Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012
31.01.2012 - Por Fora de Série, às 18:41

 

Para os que já imaginavam um cenário de fusão entre a Benetton e o grupo espanhol Inditex, eis que o grupo italiano vem desmentir qualquer hipótese de juntar a sua cadeia de retalho com o grupo que detém a Zara ou a Massimo Dutti. A euforia despoletou, esta semana, nos media italianos, que davam conta desta possibilidade. Isto depois de ser conhecido que o grupo Edizione – ‘holding’ que agrupa os interesses da família Benetton como principais accionistas da empresa têxtil com o mesmo nome – estuda lançar uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) sobre o capital social que não controla. A Bolsa de Milão suspendeu as acções de negociação, aguardando um comunicado. Na altura da suspensão, as acções já tinham valorizado quase 10%. ACA

Tags:



31.01.2012 - Por Fora de Série, às 18:30

 

 

Não é o único, mas é um dos sintomas de que um restaurante é um bom restaurante – se está insistentemente cheio, sem possibilidade de reserva, é porque toda a gente lá quer ir e isso só pode querer dizer que é um dos melhores. O blogue Eater.com sabe isso, pelo que anunciou esta semana a lista dos 10 restaurantes onde é mais difícil reservar mesa. A lista abre com o Noma (nas fotos), em Copenhaga, e fecha com o Yam’Tcha, em Paris. Pelo meio, o Next, de Chicago, o Tickets, de Barcelona, o Quintessence, em Tóquio, o The Fat Duck, em Berkshire, Inglaterra, o Chef’s Table, em Brooklyn, o Minibar, em Washington, o Schwa, de novo em Chicago (terra difícil em matéria de reserva de restaurantes), e o The French Laundry, em Yountville, na Califórnia. Porque o Eater.com não quer só anunciar o que os seus leitores não podem fazer, deixa uma dica: se quiser reservar mesa no restaurante mais concorrido do mundo, o Noma, em Copenhaga, deve tentar fazê-lo no sexto dia de cada mês. Mas fica o aviso: só deverá ter mesa para três meses após esse telefonema. AM

Tags:



31.01.2012 - Por Fora de Série, às 17:31
 

O significado da palavra Chanel é igual em toda a parte: alta-costura, perfumaria e acessórios de luxo. Mas o que poucos saberão é que o universo Chanel não se resume ao mundo da moda. A ‘maison’ tem também uma adega (fundada em 1661 por Pierre de Rauzan), a Château Rauzan-Ségla, localizada na região francesa de Bordeaux e adquirida em 1994. A comemorar 350 anos, nenhum presente casaria melhor do que o resultado de uma colheita excepcional. Melhor que isto, só a criação de um rótulo por Karl Lagerfeld, director criativo da marca francesa, para o Château Rauzan-Ségla Grand Cru Classé 2009. A ilustração é um retrato da quinta onde consta a assinatura de Lagerfeld. Este vinho, que é o resultado da combinação de uvas Cabernet Sauvignon e Merlot, vai estar à venda nas melhores garrafeiras francesas, a partir de Março, por cerca de 99 euros a garrafa. Mas a época de encomendas já está aberta. CSB




31.01.2012 - Por Fora de Série, às 16:14

 

Dois mil anos depois dos combates entre gladiadores, eis que o Coliseu de Roma volta a ser palco de contenda. No centro da polémica está Diego Della Valle, o CEO da marca italiana de calçado Tod’s, que há cerca de um ano assinou um protocolo com a Câmara Municipal de Roma para financiar as obras de restauro da fachada do monumento histórico, um projecto avaliado em avaliado em 25 milhões de euros.

A intervenção, que segundo as previsões se prolongará por dois anos, deveria arrancar já no próximo mês de Março mas, quando tudo parecia bem encaminhado, a obra foi suspensa pelas autoridades italianas e o processo está a ser alvo de uma investigação por alegadas irregularidades. Paralelamente, o patrão da Tod’s foi acusado por um sindicato e um grupo de cidadãos locais de estar a usar património histórico para fins promocionais. Recorde-se que o acordo em questão dá à Tod’s o direito de usar o logótipo do Coliseu durante 15 anos e ter a sua própria marca nos bilhetes de acesso ao monumento, que anualmente recebe cerca de seis milhões de visitantes. A Tod’s garantiu já, em diversas ocasiões, que não pretende rodear o monumento com tapumes publicitários.

Em meados deste mês, Diego Della Valle veio a público manifestar a sua indignação face às alegações de que é alvo e anunciou a sua intenção de se retirar do projecto. A intenção do presidente da Tod’s foi, todavia, travada pelo ministro italiano da Cultura, Lorenzo Ornaghi, que lhe pediu que esperasse até ao final da investigação em curso. IQ

 

Tags:



31.01.2012 - Por Fora de Série, às 15:21
 

A Louis Vuitton está imparável: depois de ter aberto a primeira ‘maison’ em Itália, no passado Domingo, a marca prepara-se agora para lançar o seu primeiro perfume já esta Primavera.

Com o objectivo de reafirmar a presença na Europa, a Louis Vuitton abriu portas no histórico cinema “Roma Etoile”. Depois de vinte anos fechado e de ter sofrido uma profunda remodelação, com a assinatura do arquitecto Peter Marino, este conseguiu o impensável: juntar malas, acessórios em pele, pronto-a-vestir para homem e senhora, sapatos, relógios e jóias numa verdadeira sala de cinema, onde também serão projectadas curtas-metragens, documentários e criações originais.

A marca francesa já tinha aberto uma loja e atelier de joalharia na Place Vendôme, em Paris, no início do ano, onde serão feitos ‘workshops’ com alguns dos melhores joalheiros do mundo, a partir de Maio. Império a que soma a ‘maison’ em Roma. Na verdade, Yves Carcelle, a presidente da Louis Vuitton, só ainda não consegue avançar com uma data para o lançamento do primeiro perfume Louis Vuitton. Tudo aponta para que seja já na Primavera, contudo, admite: “ainda estamos muito no início, acabámos de contratar o perfumista mais famoso do mundo, Jacques Cavallier, e estamos na fase final de compra de uma casa de campo em Grasse”, na Riviera Francesa, onde o laboratório será construído, revelou ainda a empresária.

Certo é que, com ou sem data marcada, a Louis Vuitton acaba de contratar o perfumista responsável por aromas tão conhecidos como “L’Eau d’Issey”, “Dior Addict”, “Poême”, da Lancôme, e “Stella”, de Stella McCartney. Um negócio que fará com que a Louis Vuitton se junte a um restrito grupo de marcas a ter o seu próprio e exclusivo perfumista, como é o caso da Chanel, Dior, Guerlain, Hermès eCartier. JM




31.01.2012 - Por Fora de Série, às 11:29

 

Custoline e Custo Growing foram as duas linhas que a marca Custo apresentou no passado fim-de-semana na feira de moda e tendências The Brandery, em Barcelona. Para o próximo Inverno, a Custo optou por cores como o cinzento e o preto e misturou os tons crus com ocres, e os castanhos ou azuis. Quanto aos materiais, destaque para o algodão e as lãs. À semelhança do que vem acontecendo nos últimos tempos, esta marca tem vindo a centrar-se mais nos jogos de texturas, o que permite jogos interessantes. Com propostas mais discretas em algumas peças vê alargado, assim, o seu leque de potenciais consumidores.

Custo Growing é a linha para criança e na qual a marca está a apostar cada vez mais. Jogos de cores e muito brilho foram as propostas que se destacaram nas colecções, com destaque para os ‘anoraks’ estampados com pelos, e camisolas com aplicações metálicas.

Num desfile muito concorrido, Custo apresentou, uma vez mais, uma colecção que bebe muito no imaginário e na forma de estar da cidade de Barcelona, brindando mulheres e crianças com casacos de peles que remetem para o ‘vintage’, um estilo em franco crescimento, como a Fora de Série comprovou no agora moderníssimo bairro do Raval, muito perto das Ramblas. CTS

Tags:



31.01.2012 - Por Fora de Série, às 10:49

 

O SPA Aquapura Douro Valley, do grupo Lágrimas H&E, vai descer a Lisboa, mas só de 31 de Janeiro a 4 de Fevereiro. Vai estar instalado no Le Spa, no Amoreiras, para fazer alguns tratamentos pela mão das suas terapeutas. E os tratamentos são três: esfoliação natural (duração de 30 minutos, 40 €), massagem tradicional balinesa (duração de 1h20, 90 euros) e massagem com poultice (duração de 1h20, 90 euros). Durante a semana, o Le Spa está aberto das 10h00 às 20h30 e aos sábados das 10h00 às 19h00. Para saber mais ou fazer a sua reserva, ligue para o Le Spa: 213850252. ACA

Tags:



Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2012
30.01.2012 - Por Fora de Série, às 17:18
 
 

O desafio é renovar o guarda-roupa e não sabe por onde começar? Um roupeiro de algodão doce pode ser a solução. Filipe Blanquet, um ‘designer’ que se tornou pasteleiro, promete renovar aquela peça de roupa esquecida ou gasta numa verdadeira obra de arte doce. Com pequenas aplicações ou totalmente cobertas de açúcar, as roupas do ‘sugar stylist’ são peças únicas e muito originais. Há ideia melhor do que poder deixar de recordação aos convidados uma pequena parte do seu vestido de noiva?

Filipe Blanquet tem 28 anos e decidiu investir num curso de cozinha avançada quando o seu trabalho como ‘designer’ gráfico abrandou os requisitos da criatividade. Interessou-se pela pastelaria e, durante o seu trabalho no Tróia Design Hotel, descobriu que as técnicas usadas na confecção de doçaria podiam servir a outras artes e começou a modelar peças em açúcar que, mais tarde, deram vida a um “guarda-roupa de algodão doce”.

Na primeira colecção que apresentou, “Fairy Tale”, inspirou-se nos contos de fadas, com princesas de vestidos volumosos e de noiva, que acabou por dar origem a uma segunda colecção: “Bordado Em Ponto de Rebuçado”, um trabalho de hóstia colorida e recortada, numa homenagem aos bordados típicos portugueses. Blanquet vai já na sua terceira colecção de roupa feita de açúcar e parece não abrandar. Seja um vestido de noiva, uma peça original e ‘glamorosa’ para um evento especial, ou uma peça de roupa que precisa de outra vida, o açúcar de Filipe Blanquet resolve. JM

 

Tags:



30.01.2012 - Por Fora de Série, às 12:59

 

Sonia Rykiel, uma das poucas marcas de luxo francesas que ainda permanece independente, acaba de anunciar que está em negociações com o grupo de Hong Kong Fung Brands com vista à cedência de 80% do seu capital.

De acordo com a notícia, publicada pelo “Le Figaro”, a intenção por detrás deste negócio passa pelo desenvolvimento internacional da marca. A família Rykiel conservará uma participação de 20% na empresa e Nathalie Rykiel, filha da fundadora da marca, permanecerá no cargo de vice-presidente do conselho de administração.

“Cheguei à conclusão que tinha levado a marca tão longe quanto podia, mas o nosso modelo económico já não era viável e precisava do apoio financeiro estratégico de um grande grupo para poder desenvolver a Sonia Rykiel internacionalmente”, disse Nathalie Rykiel ao jornal francês. IQ




30.01.2012 - Por Fora de Série, às 11:52
As feiras de moda têm destas coisas. Na visita à edição de Inverno da “The Brandery”, que decorreu em Barcelona entre os dias 27 e 29 de Janeiro, a Fora de Série encontrou uma agradável surpresa made in Portugal. Oriunda de Guimarães, e com loja em pleno centro histórico da cidade que, este ano é capital europeia da cultura, Pé de Chumbo é o nome de uma marca que lentamente vem conquistando clientes um pouco por todo o mundo. Turquia, Kuwait, Arábia Saudita, Miami, Londres e Sidney são locais onde a marca já está presente.

Para este sucesso muito tem contribuído a presença em feiras, como é o caso da “Who’s Next”, onde a Pé de Chumbo esteve presente antes de rumar a esta feira de moda e tendências em Barcelona. Os ‘showrooms’ são também importantes na estratégia da empresa. Além do espaço de exposição permanente em Gaia, o facto de ter um ‘showroom’ em Milão é um factor de peso na bem sucedida estratégia internacional desta marca.

Quanto ao design da Pé de Chumbo, remete para um certo imaginário escandinavo, sendo que a marca se destaca pelo seu design com linhas minimalistas e fabricação de malhas através de um processo artesanal de exclusivo.

Alexandra Oliveira, a designer à frente deste projecto, formada em design pelo Citex, tem todos os motivos para estar contente. Afinal de contas, graças ao seu design, a Pé de Chumbo tem vindo a conquistar espaço nos escaparates de lojas representativas e ao lado de nomes importantes como Yohji Yamamoto ou Anne Demeulenmeister, como também acontece em Lisboa, cidade onde a marca está presente, no Espaço B. CTS 

Tags:



Sábado, 28 de Janeiro de 2012
28.01.2012 - Por Fora de Série, às 09:30
 
 

Esta Segunda-feira, dia 30, será histórica em Paris: serão postos à venda 300 lotes de vestidos, chapéus, jóias e acessórios que Paco Rabanne desenhou para espectáculos de Ópera. Poucos sabem que, entre 1979 e 2009, Paco Rabanne desenhou centenas de trajes de Opéra para Jorge Zulueta e Jacobo Romano, directores do Grupo Acción Instrumental, uma companhia argentina que queria renovar a linguagem tradicional da ópera. Mas, quando em 1979, Zulueta e Romano contactaram o estilista para desenhar o vestuário do seu próximo espectáculo, Rabanne perguntou: “porque vos interessa o meu trabalho?”. “Porque é tanto de personagens como de cenários”, foi a resposta. O estilista aceitou na hora o que se viria a traduzir numa colaboração de 20 anos.

São estas peças que vão agora ser postas à venda em Paris. Peças únicas, feitas com materiais insólitos, como contas de plástico e placas de alumínio, cujos preços variam entre os 4 e os 60 mil euros. Os modelos mais caros são os que são feitos com contas coloridas. Um exemplo é o vestido em forma de avental, feito em 1988, composto por contas de prata e de cor verde, avaliado entre 3 mil e 4 mil euros. Outra das peças mais esperadas, cujo preço inicial é de 2 mil euros, é também um vestido de 1980, com corpete de metal composto por grãos de café e uma saia com penas de cisne roxo, verde, amarelo e rosa, muito ao estilo Paco Rabanne. Mas talvez a peça mais extravagante seja uma saia, de 1988, feita com um PVC preto de rede, onde diversas figuras de jogadores de voleibol em trajes de banho são costuradas, feita de espuma de poliestireno. Pode ser seu por 1000 euros. Basta ver como o fazer em http://artcurial.com. JM




Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012
27.01.2012 - Por Fora de Série, às 12:44
 

A Tiffany & Co. assinou um memorando de entendimento com a Damas Jewellery, empresa de joalharia com sede no Dubai, com vista à criação de uma ‘joint-venture’. Esta sinergia é estratégica para o grupo norte-americano de joalharia, uma vez que lhe permitirá integrar cinco novas lojas Tiffany & Co. na rede mundial e ao mesmo tempo ganhar notoriedade da marca nos Emirados Árabes Unidos, como explicou, em comunicado, Frederic Cumenal, vice presidente executivo da Tiffany & Co. Das cinco lojas que estão previstas abrir, três estarão localizadas no Dubai, e duas em Abu Dhabi e o mesmo acontecerá com o plano de expansão. Esta ‘joint-venture’ estará formalizada no segundo trimestre deste ano. Laurent Cathala, actualmente o vice-presidente da Tiffany para os mercados emergentes será o gestor que ficará responsável por esta região. A Damas Jewellery vende jóias e relógios, sendo uma marca de luxo de renome mundial. Fundada em 1907, o grupo tem hoje 296 lojas espalhadas em 12 países. ACA

Tags:



27.01.2012 - Por Fora de Série, às 12:36

 

Sabia que 80% das decisões de consumo são tomadas pelas mulheres? Seja o destino de férias, a escola dos filhos, o carro da família ou mesmo a roupa do marido ou namorado, é a opinião delas que prevalece na hora de tomar uma decisão.

Esta questão vai estar em discussão na próxima terça-feira, dia 31, a partir das 09h no Hotel Tivoli da Avenida da Liberdade, em Lisboa, durante um pequeno-almoço/debate organizado pela Câmara de Comércio Americana em Portugal (CCAP) e a European Professional Women’s Network (EPWN). Os oradores convidados são Anthony Gibson, CEO do grupo Publicis Portugal e Nuno Ferreira Pires, director de marketing Ibérico da Dyrup.

Orientado para directores de empresas e, muito particularmente, para directores de marketing, comunicação e vendas, este debate pretende discutir o modo como esta influência feminina nas decisões de consumo deve ser encarada em termos de estratégia de comunicação das empresas.

Os eventuais interessados em assistir ao debate poderão inscrever-se através do e-mail amchamportugal@mail.telepac.pt ou do telefone 213 572 561. IQ

Tags:



27.01.2012 - Por Fora de Série, às 11:07

 

É caso para dizer quem não gostaria de tomar duche numa casa de banho assim? A Armani e a Roca, duas marcas de renome mundial, juntaram-se e criaram uma linha de espaço de banho, cuja a aposta é o greije, ou seja, uma cor exclusiva criada para este conceito e que é uma mistura entre o cinzento e o bege. Divisórias em vidro, com opacidade opcional, servem para criar áreas diferentes ao mesmo tempo que compõem todo o espaço. Giorgio Armani queria entrar neste mercado do banho e encontrou a marca “líder e inovadora com uma forte presença internacional” e que partilha “os valores da Armani. Na Roca encontrámos o parceiro ideal”, diz o próprio. Esta linha está a ser comercializada em Portugal pela Mantovani. Salomé Pedro, director comercial da empresa, acredita “no conceito porque é tão diferente. Vemos nele bastante potencial. Estamos com boas expectativas de vendas”. Para saber onde pode ver a colecção ‘in loco’ nada melhor que ir aqui: http://mantovani.pt ACA

 

Tags:



27.01.2012 - Por Fora de Série, às 08:00

 

Em 2011, 59% dos portugueses que compraram carros importados de luxo e da gama média-alta pagaram a pronto. Esta é a conclusão de um estudo publicado recentemente pela consultora do ramo automóvel MBM Mobile.

Ainda de acordo com este estudo, que teve como amostra 3.000 processos de consulta à importação na gama de produto em análise, 38% dos compradores recorreram ao crédito automóvel e 3% ao crédito pessoal.

Entre os modelos mais procurados pelos portugueses no ano que passou destaca-se o modelo Classe C da Mercedes-Benz, seguindo-se o Audi A4 e, em terceiro lugar, o BMW Série 3. Quanto aos extras, são os estofos em pele que encabeçam a lista de preferências, seguidos dos faróis de xénon e do sistema de navegação. Em termos de cores, é o preto que mais agrada aos portugueses, antecedendo a prata e o azul. IQ

Tags: